Vocabulário Nordestino Barriguense ( VNB )

É o vocabulário com  palavras e expressões usadas no Vale de Santa Luzia ( povoado Barrinha de Santa Luzia =  Barriga ), no município de Tobias Barreto-SE. Muitas destas palavras são do uso geral e atual dos nordestinos, outras porém não são usadas mais e, estão esquecidas no tempo.

OBS: Esse vocabulário só explica e dá os significados das palavras e expressões, da forma como elas são usadas no Vale de Santa Luzia, já que a região nordeste se diferencia tanto, e as palavras e expressões pode ter significados diferentes a  cada região nordestina.

O Vocabulário Nordestino Barriguense  ( VNB ) não é escrito na ordem alfabética e não existe nenhuma explicação técnica e científica, apenas como é falado   e entendido em todo o Vale de Santa Luzia ( VSL ).

A

Avexado – Apressado.

( Ex: João tá muito avexado hoje ).

EXP de V: Avexei, avexado, avexando, avexou, avexaram, avexam, etc.

Apruma – Ir; Sair; vá; vá embora.

( Ex: Apruma da minha casa ).

EXP de V: Aprumar, aprumando, aprumei, aprumaram, aprumou, etc.

Aprumado – Que tem direção certa e correta; bem dirigido; certo; correto.

Ataiá ( atalhar ) – Barrar, pegar, segurar.

( Ex: Ataia esse menino ).

EXP de V: Ataiá, ataiou, ataiaram, ataiamos, etc.

Arrochado 1 – Encaixado, dentro, colocado

( Ex: Arroche os grãos de milho aqui neste saco ).

EXP de V: Arrocha, arrochando, arrochei, arrocharam, arrocham, arrochou, etc.

Arrochado 2 – Procurador de confusão, encrenqueiro, cabra macho

( Ex: Cuidado! aquele cabra é arrochado ).

EXP de V : Arrochado, não é um verbo ( substantivo ).

Arrocha – Coloca; poem; enfia; por dentro.

(Ex: Arroche à água aqui nesse balde ).

EXP de V : Arrocha, arrochando, arrochei, arrocharam, arrocham, arrochou, arrochado, etc.

Acocha -

Adular – Insistir, persistir.

( Ex: Maria já me adulou tanto para ir nesta festa ).

EXP de V :  Adulando, adulei, adulo, adulou, adularam, adulam, etc.

Amuar – Parar propositalmente; rastejar;  com lentidão. Referi-se mais aos animais equinos e mulas, que ajudam nas atividades domesticas e os afazeres da fazenda.

( Ex : Nós demoramos a chegar, porque esse cavalo amuava direto no estrada ).

EXP de V : Amuaram, amuam, amuando, amuei, amuou, amuado, etc.

Arrudiar – Dar à volta; ir por trás.

( Ex : João arrudiou à igreja ).

EXP de V : Arrudêi, arrudiou, arrudiar, arrudiaram, arrudiam,arrudiando, etc

Arrudêi – Dê à volta.

Aculá – Lá; está lá; do outro lado; longe, distante.

( Ex:  Maria onde está João? _ aculá mamãe ).

EXP de V : Não existe variáveis ou derivados.

Atroado – Sem muita inteligência; que tem dificuldades de aprender a lê e escrever, e por esse motivo não fala corretamente; atrapalhado.

( Ex: João é muito atroado).

EXP de V: Substantivo masculino.

Aperreio – Agonia; pressa; estresse; encher o saco de alguém.

( Ex: Ô homem, deixe de aperreio / para de me aperrear ).

EXP de V : Aperreado, aperrear, aperreou, aperrearam, aperreiam, etc.

Apôis – Então; mas; igual.

( Ex : _ Não falei que não era para entrar no quarto. _ Apôis, eu também falei para João, mas ele não obedeceu e entrou ) .

EXP de V : Não existe variáveis ou derivados.

Apulso – Com muita esforço; com muita garra; força total; rastejando; quase sem poder. São os esforços das pessoas, que se empenham para executar diversas atividades e serviços.

( Ex: Eu cheguei aqui apulso! quase deixei essa carga no meio do caminho ).

EXP de V : Não existe variáveis ou derivados.

Alumiar – Quando se acende as luzes artificias das residências, velas, lanternas, candieiro ( candeia ) ou lampião; clarear.

( Ex: Esse lampião é tão forte, que alumia as duas salas ).

EXP de V : Alumiando, alumiou, alumiaram, alumiam, alumiei, alumiado, etc.

Amolar – Perturba; encher o saco de alguém; importunar.

( Ex: Para de me amolar menino ).

EXP  de V : Amola, amolou, amolei, amolaram, amolam, amolando, etc.

Abôio – Chamar o gado; música dos vaqueiros nordestinos, que citam muito os bovinos, o campo, as situações financeiras e romances, etc .

( Ex: O vaqueiro aboiou o gado, e eles seguiram para o carral tranquilamente ).

EXP de V : Aboio, aboiaram, aboiou, aboiam, aboiei, aboiado, aboia, etc.

Abiúdo – Xereta; que vive se envolvendo na vida ou nas conversas dos outros.

( Ex: João é muito abiúdo).

EXP de V : Substantivo masculino.

Arrombar – Arrebentar; quebrar. Além do seu próprio significado. No VSL quer dizer ” se ferrar /  bater ” . Xingamento expressado num momento de fúria contra outra pessoa.

( Ex: Vá se arrombar ( xingamento )/ eu arrombei ele  até cair ( eu bati nele até cair ) ).

EXP de V : Arrombei, arrombado, arrombaram, arrombam, arrombou, etc.

Arribar 1 – Levantar; suspender.

( Ex: arriba a tampa da panela, e veja se o feijão já cozinhou ).

EXP de V : Arribei, arribaram, arribam, arribou, arriba, etc.

Arriba 2 – Vá embora, caia fora.

(Ex: Arriba dá minha casa ).

EXP de V : Arribei , arribaram, arribam, arribou, arriba, etc.

Arribado -

Arribitar -

Arregaçar – Virar ao contrário; ir luta; dobrar; colocar.

( Ex: Arregace as mangas de sua camisa porque elas ficaram muito grandes em você / vamos arregaçar as mangas de nossos camisas e voltar ao trabalhar ).

EXP de V : Arregacei, arregaço, arregaçando, arregaçaram, arregaçam, etc.

Arregalar – Abrir os olhos ao máximo; esbugalhar os olhos.

( Ex: Arregale os seus olhos ).

EXP de V : Arregalou, arregalaram, arregalam, arregalei, arregalado, etc.

Arremedar – Repetir; imitar a fala ou os gestos de uma pessoa, só para zomba-la, ironiza-la e tentar deixar a pessoa irritada.

( Ex: Mamãe, o João tá me arremedando ).

EXP de V : Arremedo, arremedando, arremedou, arremedaram, arremedam, etc.

Acunhar – Encaixar; por dentro; colocar. Referi-se ao encaixe das ferramentas de trabalho ao seu cabo ( foice, machado, picarete, enxada, pá, etc ) ou a colocação ou encaixe, de qualquer outro objeto em qualquer outra coisa.

( Ex: vou acunhar aquela pá / eu acunhei tudo que tinha naquela… ).

EXP  de V : Acunhado, acunharam, acunham, acunhou, acunhei, etc.

Atiçar – Agitar; colocar; pondo lenha na folgueira; pessoa ( as ) que vive  ( em ) agitando outra ( as ) para que entre no tapa em um momento de confusão. Ou encoraja uma outra pessoa para conquista da paquera e que tanto trocam olhares, mas não tem coragem de chegar na pessoa desejada.

( Ex: Maria para de me atiçar, porque eu posso não resistir/ foi ele que atiçou a briga ).

EXP de  V : Atiço, atiçou, atiçaram, atiçam, atiçado, etc.

– Aqui, lá. Usado também para dá continuidade  a história e estórias, que está sendo contada para uma pessoa.

( Ex: Bote o prato aí na mesa  / … a menina tomou um susto, aí….  e caiu na estrada… )

EXP de V : Invariável.

Abeirar – Margear; aproximar; margem; chegar perto; dá a volta.

( Ex: João abeirou a cidade / ele abeirou o açude).

EXP de V : Abeirou, abeiraram, abeira, abeiram abeirado, abeirada, etc.

Atazanar -

Armada – Paracé;

Amburg – X-salada.

Araque -

Apiado -

Afobado -

Apartar- Separar….

Acompanhamento -

Azarão -

Azarento -

Abestado -

Abobado -

Agorar -

Anarriê -

Amadrocer -

Aío -

Aió -

Apilar -

Aí miou -

Arraigado -

Aluído -

Amagar -

Azunhar –  

Azuiá -

Azuado -

Aprontar – Cozinhar ou preparar à comida.

Aluado -

Azidume -

Amansador – Domador de cavalos.

Arisco -

Amostrado – Exibido…

Argila-de-formigueiro – Barro-de-formigueiro; barro produzido pelas formigas.

Achegar-

Aconchegar -

Artista-

Azucrinar -

Aturar -

Atirado -

Assanhado -

Arapuca -

Ariado 1 -

Ariado 2 -

Apunhar – Pegar; buscar …

Avuado -

Abilolado -

Afrouxar – 

Afoito -

Alvoroço -

Arteiro -

Arrego -

Arte – Armada; parecé.

À arte entrando -

Acanhado -

Arreio -

Apojar -

Agoro -

Agorar -

Arriar -

Alpende -

Avé- Maria – Ave-Maria.

Arrasta-pé – Quadrilha junina tradicional do povoado Barrinha de Santa Luzia ( Povoado Barriga ), formado por jovens dançarinos.

Arrasta-pé-mirim – Quadrilha junina tradicional do povoado Barrinha de Santa Luzia, formado por crianças dançarinas.

Arruda – Lugarejo que fica no leste nordeste do Vale de Santa Luzia, em TB-SE.

Arrudfontibarrig _ cada margem do riacho Principal ( Zé Dória ), localizado na planícieSanta Luzia na área central do Vale de Santa Luzia, em  TB-SE  e que representa afertilidade do solo desta área, e que é formado pelo solo massapé.

 

B

Bora – Vamos; ir agora. Usado também na interrogação.

( Ex: Bora para minha casa / bora lá, naquela reunião? ).

EXP de V : Não existe variáveis e derivados.

Bulir – Mexer; tocar; topar.

( Ex: Mamãe, o João está me bulindo ).

EXP de V : Buli, buliu, buliram, buliam, bulimos, bulido, etc.

Badogue – Estilingue; arma feito de borrachas de látex, couro e gancho triangular madeira, que é usado para caçar pássaros ( matar ), usando bolinhas ( chamado de balas no VSL ) de argila.

( Ex: Na sua capanga ainda tem bala de badogue. Me empreste um pouco )

EXP de V :  Substantivo masculino ( invariável / não possui derivados ).

Batalhão – Mutirão; união voluntária de pessoas  para à feitoria ou a construção de algo, em benefício da comunidade ou região local.

( ex: João, bora para o batalhão do José, ele está construindo uma casa )

EXP de V : Substantivo masculino.

Broco – bobo; leigo; que se deixa ser dominado facilmente; e por ser leigo, aceita muito fácil a regras de alguém mais esclarecido.

( ex: João é um broco ).

EXP  de V: Substantivo masculino.

Beirada – Margem; que é usado mais que a palavra margem no VSL, e referi-se mais, as margens de riachos, rios, açudes ( tanque ), lagos, lagoas. Ponta ou lateral de alguma coisa ou lugar, etc.

( Ex: Cuidado! a beirada desse rio e perigosa ).

EXP de V : Substantivo feminino.

Beira 1 – Margem; próximo; em volta. Diminutivo de beirada, e, com mais alguns significados semelhantes.

( Ex: João beirou à cidade /  fica na beira da cidade / cuidado com beira do açude! ).

EXP de V : Beirou, beiraram, beiram, beirada, beirado, etc.

Beira 2 – Grandes lábios da mulher; vagina; referi-se a cada lado dos grandes lábios.

( Ex: Maria cavalgou muito na roça, e falou que ficou de beira ardendo).

Bizuí – Bicha; boiola; viado; biba; baitola; pêra; homossexual.

EXP de V : Substantivo masculino..

Botar – Pôr; colocar.

( Ex: Bote a prato aí na mesa ).

EXP de V : boto, botei, botaram, botam, botou, botando, etc.

Boqueira – Feridas nos cantinhos da boca, causado por compartilhar copos e outros utensílios com outra pessoa.

( Ex: Vou levar o meu copo para à escola, para não pegar boqueira )

Existe a necessidade de consulta um médico, para saber se o fato é realmente verdadeiro. Sendo verdade, se existe contágio por saliva.

EXP de V: Substantivo feminino.

Baitola – Bicha; boiola; biba; viado; pêra; bizuí; homossexual, ( ex: você é um baitola ).

EXP de V : Substantivo masculino.

Bucho – Barriga.

( Ex: Vou massagear seu bucho / comi muito e fiquei de bucho cheio ).

EXP de V : Substantivo masculino.

Buchada – Cozimento de carnes e miúdos de bovinos, caprinos, ovinos e porcos de uma forma que só os nordestinos e descendentes sabem fazer usando temperos nordestinos; festa nordestina mais ou menos igual a uma churrascada.

( Ex: Vamos comer uma buchada de boi / vou comer uma buchada de bode / todos vocês estão convidados para uma buchada que vou fazer lá em casa ).

EXP de V : Substantivo e adjetivo feminino.

Biscate -

Bozó – 

Bagulho -

Bainha-do-facão -

Belços -

Beiços -

Bocado -

Bocada – Oportunidade …

Borogodó -

Brogodó – 

Balanço -

Bêbo – Bêbado.

Beberrão 1 -

Beberrão 2 -

Beber água de chocalho -

Boca-fedida -

Bafo-de-bode -

Bicho-de-porco -

Buso -

Bando -

Bofe – Homem bonito.

Butija -

Balas-de-badogue -

Brabo -

Bater-um-lero -

Bater-lero -

Baixar-a-crina -

Bilisco -

Brejo -

Barguia – 

Banguelo -

Balanço – O mesmo que às músicas dance. Como  é chamado o dance no Vale de Santa Luzia.

Barriga – Nome popular do povoado Barrinha de Santa Luzia. Que fica na região noroeste do município de Tobias Barreto, no sul do estado de Sergipe.

Barriguense – Como são chamados os moradores do povoado Barriga ( ou Barrinha de Santa Luzia ).

Barrigueiro – O mesmo que barriguense.

Barrinha de Santa Luzia – Povoado Conhecido por Barriga, que se localiza no Vale de Santa Luzia, na  região noroeste do município de Tobias Barreto, no sul do estado de Sergipe.

C

Caixão – Como é chamado  no VSL, a parte mais fundo de um açude ( tanque ), lagos ou rios; área sobe risco de afogamento; local aquático perigoso.

( Ex: Menino saia do caixão deste tanque, é perigoso! )

EXP de V : substantivo masculino.

Colchete – cancela rústica feito de arame farpado. São cerca de 8 fios de arames farpados e esticados conectado a duas estacas. E uma delas, é conectado a uma base grossa, e bem fixa no chão. A outra base também fixa ao chão. E , é usado para prender uma das estacas com os arames, auxiliado por duas argolas de arame liso presas a ela.

EXP de V: Substantivo masculino.

Capricho – Fazer alguma coisa propositalmente, só para contrariar uma outra pessoa; no intuito de aborrecer quem  essa pessoa não gosta, ou que, também o contrariou. Desrespeito consciente entre pessoas. Desrespeitar a lei de forma consciente ou fazer de propósito o que não pode ser feito.

( Ex: Ele sabe que não pode, e faz isso de capricho, só para me aborrecer )

EXP de V : Substantivo masculino.

Chunchada – Pontada; mexer; espetada. Pequena dor aguda e  acelerada, que dura alguns segundos. Geralmente na região de ferimentos infecciosos ou inflamados. Mas pode ser em qualquer outra região do corpo humano. E mesmo que o pessoa acredite que esteja bem de saúde.

( Ex: Ai! Que chunchada no meu ferimento / Ai! Que chunchada no meu peito ).

EXP de V : Substantivo feminino.

Cambôio – Um monte de gente reunidas num só lugar; multidão; montão;  aglomeração de pessoas, de veículos, de animais, de objetos, de coisas.

( Ex: Aqui tem um cambôio de gente ) + ( em pesquisa do outro significado )

EXP de V: Substantivo masculino.

Cambada -

Cambalear – Andar desequilibrado; pender para os lados; tonto.

( Ex: Ele cambaleou, até que, caiu ).

EXP de V : Cambaleou, cambaleio, cambalearam, cambaleada, cambaleado, etc.

Cambaio – Pessoa que tem as pernas em forma de arco; e que anda com as pernas semi-abertas. Diz- se ser causado, pela a forma incorreta de levar o bebê no colo, e que se reflete quando a criança começa à andar, ou seja, levando o bebê sempre no lado esquerdo ou direito da mãe, em vez de levar em seu colo.

( Ex: O João é cambaio ).

EXP de V : Substantivo masculino ( a ).

Corja – Pessoas  desprezíveis;  de má fé; união e reunião de pessoas querendo aprontar com alguém.

( Ex: Aquelas pessoas são uma corja ).

EXP de V : Substantivos feminino.

Caculo 1 – À parte mais alta; cume; saliência; ondulação. Galo na testa, ou qualquer outra parte do corpo causado por pancadas.

( ex: a queda dele foi tão forte, que formou-se um caculo na testa / o caculo dessa serra é ali ).

EXP de V : Substantivo de masculino.

Caculo 2 – Vagina.

Coito – Reunião secreta; algo feito escondido; trama oculta.

(Ex: Meninos, vamos acabar com esse coito agora ).

EXP de V : Substantivo masculino.

Coitado -

Cadê – Onde está?.

( Ex: Cadê o menino? ).

EXP de V : Adverbio de interrogação.

Caçuá – Cesto feito de cipó para cangalhas, e que é usado para carregar  a colheita no lombo dos equinos, mulas e muares.

EXP de V : Substantivo masculino.

Caçoa –  Zomba; zoa; sarro; gozação; mangando; ironizar uma pessoa.

( Ex: Aquela moça tá me caçoando).

EXP de V : Caçoa, caçoando, caçoaram, caçoei, caçoado, caçoam, etc.

Conta – Meia tarefa.

( Ex: Eu já rocei uma conta, na fazenda do João ).

EXP de V : Substantivo feminino.

Cabedá –  Aquilo que se possui de montão; montão; fartura; riqueza.

( Ex: O meu cabedá, são minhas grandes fazendas e meus bois ).

EXP de V : Substantivo masculino.

Cabrunco – Xingamento; o mesmo que diabo; demônio. Termo usado também para susto, espanto, menosprezo e falado também quando algo dá errado.

( Ex: Aquele filho do cabrunco (menosprezo) / ô cabrunco, ele escapou (tipo ele é rápido / tomei um susto do cabrunco ( susto, espanto) / que cabrunco, eu errei o alvo).

Corrupio – Pião; brincadeira de criança; pião ou objeto qualquer que está girando e que foi inventado por uma criança; giro; roda.

( Ex: Meu pião está corrupiando ).

EXP de V : Corrupiou, corrupio, corrupiando, corrupiam,corrupiaram, etc.

Cochilo – Giro intensivo do pião ou objeto qualquer que se mostra paralisado e sem sair do lugar; girando ou rodando em alta velocidade sem se mover para os lados; ilusão de ótica, o pião ou o objeto gira em alta velocidade, mas parece está paralisado e de pé.

( Ex: O meu pião cochilou ).

EXP de V : Cochilo, cochilou, cochilando, cochilaram, cochilam, etc.

Capuco – Sabugo do milho.

( Ex: Jogue o capuco do milho no lixo ).

EXP de V : Substantivo masculino.

Cocoio – Grande; imenso; alto. Referi-se mais as castanhas de caju, pedras e bolinhas de gude,  usadas nas brincadeiras das crianças de tecar.

( Ex: Essa gude é uma cocoia / essa pedra é uma cocoia / essa castanha é uma cocoia / esse homem é um cocoio / ele é mais cocoio que você ).

EXP de V : cocoio, cocoia, cocoiana, cocoião.

Cocoião  – O maior de todos; grandioso;  o mai salto.

( Ex: Essa gude é uma cocoiana / essa pedra é uma cocoiana / essa castanha é uma cocoiana / esse homem é um cocoião / ele é um cocoião) .

Cascudo – Pancada na cabeça, dado propositalmente em uma pessoa com as mãos fechadas; como o seu Madruga dá em Chaves ( programa mexicano ).

( Ex: Eu vou dá uns cascudos nela por sua desobediência / dê uns cascudos nele ).

EXP de V : Substantivo masculino.

Calombo – Caroço  que se forma em qualquer parte do corpo humano causado por picadas de inseto e por pancadas no corpo e algumas doenças.

EXP de V : Substantivo masculino.

Capar – O mesmo que castrar; retirar os testículos  dos  animais para evitar à proliferação da espécie, e melhorar o posicionamento físico dos cavalos e acelerar o processo de engorda dos frangos e que são chamados de capão.

EXP de V : Capa, capo, capam, caparam, capado, capei, capamos, capou, etc.

Capão – Frango caipira capado ( castrado ) para engorda e criado para ser abatido quando  o recém nascido e sua mãe chegar em sua casa, onde, após cozido; do seu caldo se faz um pirão com farinha de mandioca, que alimentará à ex-gestante. Segundo às mães experientes do VSL  o pirão ajuda na recuperação das forças da mãe depois dos grandes esforços e energias gastas na hora do parto.

Cisco – Fragmentos de poeira; lixo; sujeira, bagunça.

( Ex: entrou um cisco no meu olho / pegue a pá e cate o cisco do chão.

EXP de V : Substantivo masculino.

Ciscar – Arranhar o chão com a ponta dos dedos ou unhas; espalhar o que está no chão ou o lixo. O que as galinhas fazem os pés  para encontrar comida no chão.

( Ex: As galinhas estão ciscando o lixo / as galinhas ciscam o chão a procura de minhocas e insetos ).

EXP  de  V : Cisco, ciscando, cisquei, ciscado, ciscam, ciscaram, ciscou, etc.

Cunha – Pedaço de madeira cortado em ângulo sólido e que é usado para fixar ( prender / segurar / encaixar ) melhor  as ferramentas de trabalhos ( pás, picaretes, machados, enxadas, foices, etc ).

( Ex: Traga-me esse pedaço de cunha para acunhar no machado ).

EXP de V 1 : Cunha, cunhei, cunharam, cunhado, cunham, cunhamos, etc.

EXP de V 2 : Acunho, acunharam, acunhei, acunhado, acunhamos, acunham, etc.

Cuia – pequena bacia feito do fruto  da cabaceira e no VSL é usado para encher os potes de água nos açudes e estocar ou carregar alimentos.

( Ex: Maria traga-me a cuia para eu encher o pote com água deste tanque ( tanque ) / vou colocar as bananas nesta cuia ).

EXP  de V : Substantivo feminino.

Cama-de-dicurí – É uma grande quantidade de dicurís secos ( fruto do dicurizeiro ) no chão, presentes principalmente nas do VSL, e que foram abandonados por ovelhas e raposas, ou mesmo por morcegos que se alimenta de frutas e frutos.

(Ex: Lá na serra do Casco do Cágado tem uma grande cama-de-dicurí que as ovelhas fizeram chupando os dicurís maduros.

Cabeça-de-prego 1 – O mesmo que furúnculos ( inflamação do folículo pilossebáceo causado por estafilococos  ( bactéria estafilocócica ).

(Ex:  Eu tenho uma cabeça-de-prego no braço ).

Cabeça-de-prego 2- Certo inseto aguático que abita principalmente os as caixas d,águas e açudes do Vale de Santa Luzia, ( aqui não se fala de sua espécie, seu nome oficial, suas descrições ou aqui família ele pertence ). Sabe-se apenas que ele não é nocivo ao homem.

(Ex: A caixa d,água aqui de casa está cheio de cabeças-de-prego / o açude da fazenda tem cabeças-de-prego ).

Cada-qual – Cada um.

( Ex: Vai cada-qual ( cada um ) cuidar do seu quinhão ( tarefa / serviço / trabalho ) / cada-qual ( cada- um ) com seus problemas ).

Carne-de-criação – Como é chamado a carne ovelha ( cordeiro ) no Vale de Santa Luzia.

( Ex: Sr. Quanto é o quilo de carne-de-criação ( carne de cordeiro ou ovelha )? / aqui só vendemos cerne-de-criação ).

Careta – Antiga tradição carnavalesca do Vale de Santa Luzia. Jovens e crianças do povoado Barrinha de Santa Luzia ( Barriga ) vestiam-se com roupas velhas, com remendos, fiapos e bem feias, faziam uma máscara caseira de papelão ao gosto, capricho e enfeito de cada um. Que deveriam se vestirem de forma que não fosse reconhecidos por ninguém. Para brincar na região.

E a brincadeira era assim:

Pessoas se vestiam de caretas, principalmente nos períodos da tarde e a noite em um lugar secreto para que não possam serem reconhecidos. Agir de forma impessoal para que não entreguem sua personalidade e seja reconhecido. Depois irá perambular nos locais onde tenha movimento de pessoas, principalmente crianças e jovens. Feito isso, agora quem irá se divertir são crianças e jovens, que, apenas na brincadeira de carnaval, vão zoar e mexer nas caretas ( obs: não são usados palavrões ). E elas dizem com as caretas para que elas os persigam: _ Careta-feia, careta-feia… e assim sucessivamente.  E; ao mexer com as caretas, elas correm atrás de quem os mexeu, começando a brincadeira. Todos possuem um cajado para representar poderes e forças de deuses, bruxas e feiticeiras. No final muitas das caretas são reconhecidas, e, como a graça acaba, elas retiram suas máscaras e continuam participando das brincadeiras ou vão beber e dançar em um dos bares do povoado Barriga.

( Ex: Vou me vestir de careta nesse carnaval para assustar e brincar com as crianças e jovens do Povoado Barrinha de Santa Luzia ( Barriga ) / vejam uma careta! Vamos mexer com ela, para ela correr atrás da gente ).

EXP  de V : Substantivo feminino.

Colocar-moral – O mesmo que por-moral. 

Colher-de-pau –  Colher de madeiras.

Capela 1 - Fibras e cascas finas e internas dos vegetais, frutas e frutos. À parte mais fina, após as cascas e antes da polpa dos vegetais, frutas ou frutos.

Capela 2 – Pele; pele de feridas; pele de cutículas e região dos dedos.

Comer – Transar.

Cerca-de-pedras – 

Corisco – Faísca de trovoadas; xingamento de menosprezo.

Chumbado – Encachado; bêbado; tombado.

Chibiu –  Orgão sexual feminino; vagina.

Custar – Demorar.

Chegar-junto -

Cacepar -

Chispa -

Cadeira -Coluna vertebral.

Colarinho -

Cunhão -

Chocha -

Crina -

Cair-do-cavalo -

Curri-curri -

Canjica -

Cunhão -

Cavalo-de-pau – Rabiada….

Cavalo-do-cão -

Cão -

Cheio – Empolgado; sebesta….

Cativar -

Cacimba -

Chá-de-sumiço -

Colher-de-chá – Facilidade;…

Cambito -

Cavaco -

Cabra -

Caba -

Cabra-da-peste -

Caba-da-peste -

Catu -

Canga -

Cabaré -

Cangalha -

Casa-de-farinha -

Casa-de-barro -

Cheiro-de-barrão -

Cheiro-de-ferrugem -

Cheiro-de-sovaco -

Carregar 1 – Roubar;….

Carregar 2 – Levar;..

Corno -

Capanga  1 -

Capanga 2 -

Cancro -

Chote – Andadura do cavalo; ….

Cruz-credo -

Catar-coquinho -

Candeia -

Candieiro -

Caçar – Procurar;…

Cara-feia -

Comer com os olhos -

Cabresto 1 – Cabeça do pênis.

Cabresto 2 –  Corda que se apoia na cabeça dos cavalos, para mante-los  sobre o controle do montador ou pião.

Corça – Surra;….

Cafundó -

Cafundó-de-judas -

Cachaça de casca de pau – Cachaça temperada com várias cascas de vegetais.

Cachaça de fedegoso –  Cachaça temperada com o vegetal fedegoso.

Cacha de quina-quina – Cachaça temperada com o vegetal quina-quina.

Cachaça de raiz de jurubeba – Cachaça temperada com raízes do vegetal jurubeba.

Cachaça de cravo – Cachaça temperado com flores e botões do vegetal cravo.

Cachaça de cidreira – Cachaça temperada com o vegetal cidreira.

Cajuzada alcoólica – Cachaça temperada com rodelas de caju, sua polpa ou seu suco, adoçado com açúcar ou mel.

Candangue -Riacho do Vale de Santa Luzia que marca divisa ao norte com o povoado Capitoa, no município de Tobias Barreto- Se.

Casco do Cágado -Lugarejo que fica no nordeste e norte do Vale de Santa Luzia, em TB-SE.

Cisma -

Cismado -

Canela – Perna; …

Coalhada -

Correia -

Chibar -

Chifre -

Chifrudo -

Chincha -

Chamar na chincha -

Capú-de-fusca – Vagina.

D

Deu – De mim; eu.

Ex: Você não gosta mais deu ( de mim ).

Disgroja – Palavra falada quando alguma coisa dá errado; assombro.

(Ex: Mais que disgroja! Ainda não conseguir acertar o alvo).

EXP de V : Substantivo feminino.

Desgrotar  –  Retirar; esvasiar; secar. No VSL, referi-se a secagem de uma poça presente em um riacho para capturar os peixes que nela ficaram presos após  o término das chuvas de inverno e início da primavera.

(Ex: João,vamos desgratar uma poça no riacho da minha fazenda? Lá está cheio de peixes ).

EXP de V : Desgroto, desgrota, desgrotei, desgrotaram, desgrotou, desgrotam, desgrotado, desgrotada, etc.

Dijunto – Pra perto. Encostar-se; aproximar-se; colar-se; colados; grudados; próximos.

( Ex: Eu estou dijunto dela / vem  ( pra ) dijunto de mim ).

Destá – Tá bom; deixe está. É como se estivesse falando ironicamente:  você me paga ou; deixa ele, porque ele não perde por esperar. Simboliza na verdade algum tipo de vingança por uma insatisfação pessoal ou esperar que o próprio tempo solucione a sua insatisfação causado um determinado acontecimento com você.

( Ex: Destá, ele não perde por esperar / destá, continue fazendo isso, depois não se arrependa )

EXP de V : Invariável.

Dizê – O mesmo que faladá.  É forma como as pessoas de uma região ou localidade se expressam ( iguais; semelhantes ) ; um mine dialeto falado por pessoas de uma região ou localidade; sentido figurado de algumas frases ou palavras.

( Ex: _ Estou proseando com o João. _ Proseando! Como assim?. _ Ah! esqueci que você não é daqui, essa palavra é um dizê ( faladá ) nordestino e significa bater-papo ( falando com o João ).

EXP de V : Neste sentido a palavra Dizê, é um substantivo masculino. Fora disso, essa palavra é um verbo ( o verbo dizer. Ex: Eu digo, tu diz, etc ).

Ditado -

Dar-Boi – Dar oportunidade.

Dentes-desbotados – Forte sensibilidade temporária nos dentes, causado por consumo exagerado de frutas cítricas, principalmente as de sabores amargo ou azedo ( cajá, caju, umbu ( embú ), limão, laranja, tangerina, maracujá in natura, etc ), causando dores principalmente nos dentes da frente.

( Ex: Comi tanto umbu que fiquei com os meus dentes-desbotados ).

EXP de V : Faladá ( dizer ) .

Dar-fé – O mesmo que fofoqueiro; abiúdo; enredeira; que vive observando ou sempre de olho na vida de outra ou outras pessoas, para depois depois fazer fofocas de fatos e acontecimentos dos próprios.

(Ex: Ele vive dando-fé das nossas vidas / aquela mulher sempre dar-fé de nossas vidas /  eu dou-fé das vidas delas sempre / vala lá e dê-fé da vida dela ).

EX: Dando-fé, dou-fé, damos-fé, dão-fé, deram-fé, dar-fé, dê-fé, dei-fé.

EXP : Faladá ( dizer ). Sentido figurado.

Debulhada –  Reunião voluntária de pessoas para debulhar os grãos do milho. Retirar os grãos do milho de seu capuco ( sabugo ), de sua base ou de sua espiga.

( Ex: Vou para debulhada de milho do compadre  ).

EXP de V : Debulha, debulhando, debulhei, debulham, debulharam, debulhou, debulho, debulhar, etc.

Dar-parte – Dar queixa na polícia de uma pessoa ou um grupo delas.

Disgrama -

Disgramado -

Desavença -

Desgraça –  Acontecimentos lamentáveis e ruins; tragédias.

Desgracença – Qualidade de desgraça; termo usado para menosprezar e rebaixar uma pessoa.

Doença-do-vento -

Derramar-o-fé -

Despertar -

Dar-um-caldo -

Derrubado – Fracassado;..

Desembestar – 

Duvido -

Danou-se – 

Danada – Malina; sapeca; ….

Desaprumado –  Sem direção correta; …

Diacho -

Desatino -

Dor-nas- cadeiras – Dor na coluna vertebral.

Dar-bolo -

Dar-rasteira -

Dar-chifrada -

De-lua -

Dar-cobro -

Do-paraguaia –  Produtos piratas; ….

Dinheiro-miúdo -

Dinheiro-graúdo -

E

Encarcar – Por dentro; colocar; espremer; fazer pressão; comprimir.

(Ex: Vou encarcar todas essas roupas aqui neste baú / vou encarcar um pouco mais essa massa ).

EXP de V : Encarco, encarquei, encarcado, encarca, encarcaram, encarcou, encarcam, etc.

Estabaco – Queda; deslize, escorregamento.

( Ex: a menina estava andando no piso molhado quando estabacou no chão e bateu a cabeça na parede ).

EXP de V : Estabacou, estabacam, estabacaram, estabaquei, etc.

Escapulir – Sair de fininho; sumir; fugir. Quando o objeto escorrega das mãos; vozes que saem da boca sem querer; fuga rápida e quase imperceptível.

( Ex: O menino escapuliu daqui / o copo escapuliu da minha mão / me desculpe, é que escapuliu da minha boca ).

EXP de V : Escapuliu, escapuliram, escapuliam, escapulimos, etc.

Entrão –  Que já vai entrando sem pedir licença; entrometido desenformado; mau educado. A pessoa nem procura saber do que se trata o conversa e já vai dando sua opinião, sem pedir licença e sem ser convidado ou àquela pessoa que já vai entrando nos lugares ( ou em sua casa ou recinto ) sem pedir licença ou sem ser convidado.

( Ex: Àquele cara é um entrão ).

EXP de V : Substantivo masculino.

Estumar – Atiçar; estimular. Dá ordem ao cachorro para morder alguém.

( Ex: Ele estumou o cachorro em mim e mordeu o meu braço ).

EXP de V : Estumo, estumou, estumaram, estumei, etc.

Enrabo – Corro; persigo; perseguir; correr atrás de alguém.

( Ex: Eu enrabei ele até que o alcancei / enrabamos eles até pegarmos ).

EXP de V :  Enrabei, enrabamos, enrabaram, enrabam, enrabou, etc.

Enredo – fofoca; fuxico.

( Ex: Isso é um enrodo, ele está mentindo).

EXP de V : Enredar, enredeira, enredam, enredando, enredou, etc.

Enredeira – Fofoqueira.

( Ex: Àquela moça é uma enredeira / foi ele que enredou à sua mãe ).

EXP de V : Enredo, enredou, enredar, enredam, enredaram, enredando, etc.

Engarguelar – Sufocar; apertar a garganta com as mãos; asfixia através da garganta.

( Ex: Vou engarguelar você ).

EXP de V : Engarguelando, engarguelado, engarguelou, engarguelam, etc.

Empareado -

Emparelhado – Igual; no mesmo nível; do mesmo lado; nivelado.

( Ex: Nós chegamos emparelhado ).

EXP de V : Emparelhou, emparelham, emparelhei, emparelhando, etc.

Esculhambar –  Denegrir a imagem de alguém; bagunçar; humilhar; desprezar; menosprezar alguém; xingar uma pessoa; sujo; imundo; abandonado; destruído.

( Ex: ela só me esculhamba / vou esculhambar o seu jogo ).

EXP de V : Esculhambando, esculhambado, esculhambam, esculhambei, esculhambou, etc.

Enjeitar – Recusar; rejeitar; abandonar.

( Ex: Ela enjeitou o meu pedido de casamento / essa ovelha é enjeitada / esse bezerro é enjeitado ).

EXP de V : Enjeitado, enjeitei, enjeitou, enjeitam, enjeitaram, enjeitamos, etc.

Engiar –  Encolher; murchar; entortar; secar; ressecamento; derreter.

( Ex: Minhas mãos chega estão engiadas ( ressecadas ) com tanto frio /  o plástico engiou ao aproximar-se do fogo / o pneu do carro engiou ).

EXP de V  : Engiado, engiados, engiada, engiadas, engiou, engiaram, engiamos, engiam, etc.

Espatifar  – Despedaçar; bagunçar; destruir-se;  em pedacinhos; quebrar-se.

( Ex: O avião estava lá no alto, quando bateu com outro  e se espatifou / 0 copo de vidro caiu no chão e se espatifou / eu vou espatifar o que você fez ).

EXP de V : Espatifo, espatifou, espatifaram, espatifam, espatifado, espatifamos, espatifei, etc.

Estar-de-boi – Menstruada.

(Ex: Eu estou-de-boi hoje /  não dar nós transarmos hoje porque eu estou-de-boi / dizem que não se pode fazer sexo com a mulher quando ela estar-de-boi ).

EXP: Faladá ( dizer ). Sentido figurado.

Estâmbo – Estômago; barriga.

Enserotado – Sujo; imundo; melado; sujeira no ouvido.

Emborcar  – Invadir.

Elizeu – Lugarejo que fica no sul do Vale de Santa Luzia, em TB-SE.

Embolado – Entrelaçado; enganchado; preso..

Esquerar -

Esquivar -

Estabanada – Desastrada; ….

Engarranchado – Caligrafia feia; Preso; enganchado; …

Enganchado – Preso; engarranchado; ….

Encandear -

Encandeado -

Escancarar -

Enjoado –  Chato; chatices ….

Enjoança – Chatices; ….

Esculachar -

êpa -

Embrulhado – Reviravoltas no estômago; ….

Enfestado – 

Empesteado -

Escafedeu -

Empatar –  Barrar; segurar; impedir; ataiá; ….

Estrupiado -

Encher-o-saco – Perturbar; importunar;

Espacovar – Ser perturbado; ser incomodado; ….

E eu com isso 1 – E o que eu tenho haver com isso;

E eu com isso 2 – Não ligo; não me importo; não estou nem aí; ….

Então-se -

Engrugugido -

Esturricado -

Esbarrar – Encontrar; bater-se; ….

Escroto -

Enganbelar -

Empinar – Levantar.

Engatar -

Encardido -

Escaldado -

Enguiço -

Esguicho -

Espichado – Para cima; levantado; com pontas; espetado; ….

Espetado – Para cima; levantado; com pontas; espichado; ….

Espanto – Susto; fobia; ….

Espantar – Tanger; assustar as aves da plantação; tanger os animais para encurrala-los ou para afasta-los do local onde eles estão.

Espantado – Assustado; afobado; ….

Entrou-no-tapa – Quando duas ou mais pessoas começam a se agredirem fisicamente.

Espritado -

Encangar -

Enrabichar -

Esbelde – esbelte

Esmariar – Perde o brilho e a cor original, principalmente bijuterias, que mudam de cor com passar do tempo.

Égua – Fêmea do cavalo.

Estar-cheio – Sebesta; empolgado; …

Estar com o rei na barriga -

Encabruncado -

Eufolia -

Ensandecido -

Embalado – Acelerado .

F

Felipa 1 - Frutos ou frutas de qualquer vegetal grudados. Duas flores nascem e crescem juntas, ou vão se encostando, à medida que vão crescendo, daí, os  frutos nascem, vão crescendo e se unindo até ficarem bem grudadas, e, se formando em uma só casca. As massas internas dos dois frutos são mantidas intactas, porém, as vezes, uma pode se desenvolver mais que à outra.

Isso pode acontecer com as sementes de todos os vegetais do planeta Terra, às frutas, os frutos, às vagens, os legumes, às verduras, às folhas, etc. Ou mesmo com vegetais de espécie diferentes. Bastem apenas que eles cresçam bem juntas, o que pode acontecer de os vegetais se grudarem, formando uma só casca para dois vegetais.

( Ex: Essas bananas são uma felipa ).

EXP de V : Substantivo feminino.

Felipa 2 –   Brincadeira  extinta no VSL. Escolhia-se sementes, frutos  ou frutas grudados  e colocavam-se em caixas de sapatos, fósforos ou ou remédios dependendo do tamanho da felipa. A criança então, com essa caixa de felipa escolhia uma pessoa e oferecia-a  para segurar e abrir a caixa. E, ao abrir; a criança  falava com  a pessoa que pegou e abriu essa caixa :

_ Pague minha felipa, pague minha felipa.

Todos sabiam que ao abrir uma caixa de felipa quando uma criança à enganava, ficava devendo uma pequena lembrancinha ou um pequeno presente para ela. Isso era aceitável, já que essa brincadeira era usada mais por membros da  mesma família, mas aplicada por todas  as famílias do VSL.

Era apenas uma tradição, que nasceu a muito tempo atrás  e se extinguiu na década de noventa.

(Ex: Olha! Meu tio está chegando, vamos engana-lo, pedindo para ele abrir a caixa da felipa.

Fachear – Trincar; quebrar; partir-se; riscado.

( Ex: A bolinha de gude caiu no chão e facheou-a / a bola de futebol bateu na janela e facheou o vidro / o vidro do seu carro está facheado / essa vara de pescar está facheada).

EXP de V : Facheado, facheada, facheou, fachearam, fachei, facheamos, etc.

Festa-de-ano – Festa de padroeira dos Santos, realizada todos os anos em um povoado uma vila ou uma cidade.

( Ex: A festa-de-ano do povoado Barrinha de Santa Luzia é comemorado todo dia 13 de Dezembro de cada ano ( Festa de Santa Luzia, padreira do povoado ) ).

EXP de V : Faladá ( dizer ). Sentido figurado.

Farinhada – Reunião voluntária de pessoas em casas-de-farinha para descascar mandiocas usadas para fabricar a farinha de mandioca.

( Ex: Vou na farinhada do Sr. João para ajuda-lo a descascar as mandiocas ).

EXP de V :  Substantivo masculino.

Fato – Abdômen e intestinos grossos e delgado; tripas.

( Ex: Vou usar os fatos da ovelha que acabamos de abater no cozido do sarapatel / em buchadas e fatadas fazemos cozidos de fatos de ovelhas, caprinos, porcos e bois ).

EXP de V : Substantivo masculino.

Fatada – Cozimento de carnes e miúdos de ovinos ou caprinos com o uso dos temperos nordestinos. Festa nordestino igual à churrascada.

( Ex: Vocês estão todos convidados para uma fatada que irei fazer lá em casa ).

EXP de V : Substantivo feminino.

Fiapo -

Falero – Farelo.

Feição -

Fubanga -

Fulero -

Furreca -

Furviar -

Fruviar -

Furquia -

Forrosear -

Fedor-de-boca -

Falar-grego -

Fubá -

Falada -

Faladá -

Furmigar -

Focinho – Nariz e boca dos mamíferos; ….

Fuçar -

Fora-daqui -

Fogão-de-lenha -

Ficar-nas-portas -

Fi – Filho; ….

Fio – Filho; …

Fique-miúdo -

Fique-ligeiro -

Filho-do-levunco -

Filho-do-cancro -

Filho-do-cabrunco -

Filho-da-peste -

Filho-do-cão -

Filho-da-gota -

Filho-da-égua -

Fome-canina -

Fogo-na-canjica -

Ficar-com-bronca – Pegar-bronca; ficar com raiva de uma pessoa; cismado.

Esmariar -

Futucar -

Frouxo -

Furdunço -

Forró-godó -

Fazer-uma-viagem – Fazer cocô.

Forrar-o-estômago -

Faladeira -

Falante -

Falatório – Fofocas.

Fossa -

G

Ginge – Sensação de arrepio causado por sons de ranhuras, produzidos por objetos e coisas que se encostam e se atritam em movimento ( ou ao despedaçar de um objeto qualquer ). Arranhando-se um ao outro e produzindo sons super pontiagudos, que causa incômodo  e desconforto. Gastura.

( Ex: Pare de arrastar essa mesa no chão, que está me dando ginge ( gastura ).

Gastura –  O mesmo que ginge; mal-estar; inquietação nervosa; aflição; agonia; aquela sensação de quando se está sujo ou muito sujo ( imundo ).

( Ex:  O riscar do giz nesse quadro me dá gastura/ estou tão sujo que está me dando gastura, vou tomar um banho /  você fala tanto que chega a me dá gastura / sua boca é tão porca que chega a me dá gastura / estou tão preocupada com a minha filha nessa festa, que está me dando gastura ).

EXP de V : Substantivo feminino.

Gozar - Ejacular  no momento da transa, pode ser o homem ou a mulher; sentir prazer; relaxar.

( Ex: Porque você não gozou? Não gosta mais de mim / fiquei relaxado com essa gozada ).

EXP  de V : Gozo, gozei, gozaram, gozado, gozada, gozam, gozando, gozou, etc.

Gozar 2 –  Tirar onda de alguém; mangar; zoar alguém.

( Ex: Vem cá, você está gozando da minha cara? ela está gozando da minha cara ).

Gozar 3 – Aproveitar; desfrutar; usar as vantagens, etc.

( Ex: Vou gozar das minhas férias / eu vou é gozar a vida / vou gozar bem esse fim de semana ).

Garapa – Água com açúcar.

( Ex: Vou comer pipocas mururu com garapa / façam uma garapa para essa moça que está passando mau).

EXP de V : Substantivo feminino.

Garrancho 1 – Galhos finos de árvores, arbustos ou matos; gravetos.

( Ex: Precisamos recolher os garranchos que ficaram espalhados na fazenda, devido a roçagem e poda das árvores e os arbustos ).

EXP de V : Substantivo masculino.

Garrancho 2 – Caligrafia muito feia e sem capricho; texto difícil de entender o seu conteúdo, devido aos destorcimentos da caligrafia e a escrita em si.

( Ex: De quem é esse texto? isso está um garrancho, não dá para entender nada ).

Garrancheira –  Porção de garranchos; Péssima caligrafia.

( Ex: Isso aqui está uma garrancheira ).

Grota – Como é chamado as valas profundas presentes em serras ou montanhas, que é formada em milhares de anos pela erosão pluvial; depressão sombria e úmida de serras ou montanhas; é geralmente nessa área que se formam os riachos e os rios; minar água do chão.

( Ex: Naquela serra tem uma grota muito profunda e perigosa /  à água grota deste minadouro aqui )

EXP de V : Substantivo feminino.

Grotar – Minar água do chão; vazar; jorrar; brotar.

( Ex: Esse minadouro não para de grotar ).

EXP de V : Grota, grotou, grotaram, grotam, grotado, etc.

Galope – Salto alto e desconsertante dos cavalos. Aquela andadura rápida e saltante do cavalo que deixa o montador meio desequilibrado no dorso do animal.

EXP de V: Galopa, galopar, galopei, galopando, galoparam, galopamos, galopou, etc.

Galopar – Passear de cavalo,  andar à cavalo.

( Ex: Vamos galopar hoje? ).

Gala – Esperma masculino; sêmen.

( Ex: Eu dei uma galada nela / na minha ejaculação saiu muita gala / gozei e liberei muita gala ).

EXP de V : Gala, galei, galada, galou, galamos , galaram, galam, galada, etc.

Gamela –  Bacia retangular fabricada do tronco da árvore mulungu, ou qualquer outra madeira; essa bacia é usada para lavar roupas e armazenar água e alimentos.

( Ex: Vou lavar roupas nessa gamela ).

EXP de V : Substantivo feminino.

Gamado –  Afim; afim de; com vontade de; querendo; apaixonado; excitado; amando.

( Ex: Estou gamado em você /  fiquei gamado em você ).

EXP de V : Gamei, gamamos, gamaram, gamam, gamou, gamados, etc.

Gumita –  Vomita.

( Ex: Ele gumitou em você /  o bebê  vai gumitar  ).

EXP de V : Gumitou, gumitaram, gumitamos, gumitei, gumitam, gumitar, etc.

Guri –   Moleque; garoto; criança.

(Ex : Vou pedir para aquele guri me ajudar ).

EXP de V : Substantivo masculino.

Garguelo – Garganta; sufocar a garganta.

( Ex: Vou apertar o garguelo dela).

EXP de V : Substantivo feminino.

Gola –  Á parte de alguns vestuários em volta do pescoço; colarinho da camisa.

( Ex:  A gola de sua camisa esta desarrumada / organize a gola de sua camisa ).

Gôgo – Catarro; tosse com presença de catarro; gripe; resfriado.

( Ex: Você está com um gôgo em / preciso tomar um xarope estou muito goguento ).

EXP de V : Substantivo masculino.

Goguento –  Com muito catarro; tosse em excesso com presença de catarro;

Gogó 1 – Garganta.

( Ex: O seu gogó está sujo /  vou massagear o seu gogó ).

EXP de V :  Substantivo masculino.

Gogó 2 – Pessoa que fala muito e não faz nada; pessoa que fala mentiras; pessoa que promete e não cumpre.

( Ex: Você só tem gogó e não e faz nada para resolver essa situação /  você nunca promete o que cumpre, só tem gogó / cadê que você não parte pra cima de mim, você tem gogó cara, é um covarde  / cachorro que ladra não morde ( é o mesmo sentido )).

EXP  de V : Substantivo masculino.

Galinha – Mulher que vive trocando de namorado à todo instante ou momento; safada.

Galinhota -

Gota – O mesmo que cabrunco; peste; cão; diabo; demônio.

Gota-serena – Indica raiva; resmungo;  menosprezo; filho-da-peste; filho-do-cabrunco; filho-docão; …

Galinha-choca -

Grungunar -

Goiaba – Fraco; fracassado.

Graúdo -

Gingado -

Galha – Chifre; ponta; traição.

Ganhar-boi –  Ficar com o melhor; ganhar o melhor; …

Galego -

Gaso – Que tem dificuldade de enxerga à noite.

Gasguita -

Gago -

Goleiro-frango -

Guela – Garganta.

Godó -

I

Imbuzada – O mesmo que umbuzada.

Isso é bico -

Idade de Cristo – 33.

Ir ou vir no 11 – Andar à pé; Chegar à pé; ir à pé.

J

Judiar – Maltratar; bater; espancar; pisar; pisotear; massacrar.

( Ex : Ela vive me judiando / eles só judiam de nós ).

EXP de V : Judia, judiam, judiaram, judiamos, judiei, judiamos, judiou, etc.

Judiá –  Peixe de água doce que  habita os açudes e riachos do Vale de Santa Luzia ( VSL ). Uma das espécies de bagre. No caso do judiá do VSL ele é : de cor bege ou dourado, com barriga branca e pintas pretas nas costas, de pele lisa ( couro ) e não possui escamas, tem barbas na face e cantos da boca.

EXP de V : Substantivo masculino.

Jenipapada – Picadinho comestível da fruta da jenipapeira misturado com água e açúcar; doce. No vale de Santa Luzia adiciona-se também farinha de mandioca a jenipapada, por alguns moradores da região.

( Ex: Vamos comer jenipapada lá em casa / na minha jenipapada não é para colocar farinha de mandioca ).

EXP de V : Substantivo feminino.

Jereré -

Jamelo -

Jamelão -

Jamelona -

Jogar-no-mato -

Jagunço -

Já-prestou -

Juiz – Árbitro; ….

Juiz-ladrão – Árbitro de futebol ou esporte qualquer, que defende apenas uma das equipes de esporte. Seja por torcer por uma das equipes do esporte que estão em atividade no momento, ou por ter sido comprado ( receber propina, corrupto ) por uma das equipes.

Judeu – Falso; ….

Jogado 1 – Que passa a maior parte do tempo na rua; rueiro; largado; abandonado; ….

Jogado 2 -Atirado; assanhado; que não tem timidez; que tem atitude; que vai sem medo; ….

Jogado 3 – Rebolado; …

Jogado 4 – Folgado; desencaixado; qualquer coisa que esta fora do lugar ou folgado; lefo; ….

Juazeiro – Lugarejo que fica no sul do Vale de Santa Luzia, em TB-SE.

L

Lamia – Poça de água barrenta e lamacenta do chiqueiro onde  os porcos  se lameiam e defecam.

( Ex : Os porcos estão na lamia do chiqueiro se lameiando ).

EXP de V : Substantivo feminino.

Lameia – Sujo de lama; se emporcalhar; se sujar; sujo; imundo; cheio de lama; lamacento. Quase sempre acompanhado do pronome pessoal  se.

 ( Ex: O porco se lameia na lamia do chiqueiro / ele  se lameiou  /  nós nos lameiamos ).

EXP  de V : Lameiou, lameiaram, lameiamos, lameiado, lameei, lameiando, lameiam, etc.

Letra – Caligrafia de uma pessoa.

( Ex: Letra dela é muito feia / precisa melhorar a sua letra ).

EXP de V : Substantivo feminino.

Lalaia – Conversa; fala; batendo papo; andando para lá e para cá, de uma forma impaciente ou uma pessoa inquieta.  A pessoa que fala muito e sem parar; ao ponto de incomodar a pessoa com quem se está falando ou os que estão próximo e ouvindo a voz de quem tanto fala no momento ou que está tentando passar uma mensagem ao ouvinte. Tagarela.

( Ex: Ela vivia lalaiando nos meus ouvidos / para de lalaia nos meus ouvidos ).

EXP de V : Lalaiar, lalaiando, lalaiou, lalaeie, lalaiamos, lalaiaram, etc.

Lavar-o-jegue – Se dar bem; ganho; sorte; lucro. Que ganhou, foi premiado ou teve sorte em alguma coisa, fatos ou acontecimentos sortudos.

( Ex: Você lavou-o-jegue né ( se deu bem / teve sorte ), casou-se com uma mulher rica e poderosa / pô, você lava-o-jegue ( sorte ) quase todos os dias meu, você não para de ganhar na loterias / eu lavei-o-jegue ( lucrou ) com venda ( ou negócio ) que eu fiz hoje / está vendo, se você não tivesse tentado, não lavaria-o-jegue ).

EXP de V : Faladá ( dizê ). Sentido figurado.

Lefo – Folgado; folga por uso ou atrito excessivo; …

Lascar -

lascado -

Lasqueira -

Lixa – Risco ou traço branco na pele de uma pessoa, causado por passar a ponta dos dedos ou unhas. Isso acontece por causa do ressecamento excessivo da pele de uma pessoa ou porque a pele estar suja. E por isso, ao passar os dedos, ela é riscada de branco.

Lero – Papo; prosa; conversa.

Levunco -

Largado 1 -

Largardo 2 – Separado; separação.

Laia -

Lácima –  Lástima.

Lamúrias -

Licutia -

– Aculá; …

Lavagem -

Loira – Loura.

Levar-rasteira -

Levar-bolo -

Levar-chifres -

Lagarta-de-fogo -

M

Magote – Grande quantidade; Grande quantidade de pessoas, objetos e coisas reunidas em um só lugar.

( Ex: Lá em casa tem um magote de gente participando de uma reunião / aqui tem um magote de pratos ).

EXP de V : Substantivo masculino.

Maçada – Agir propositalmente, muito lento e devagar. No intuito de atrasar alguma coisa, serviços, uma pessoa, a um fato, um acontecimento, irritar uma pessoa, por não aceitar ou se sentir forçado a cumprir ordens de um superior, mãe ou o irmão mais velho, ou executar serviços ou pedido de alguém e por não poder negar mais se sentindo forçado, ficam dando maçada.

(Ex : Nossa mais como ele dá maçada / para de dá maçada e vai fazer o serviço / filho não de maçada e vai fazer logo o que eu te mandei ).

EXP  de V : Substantivo feminino.

Maciando – O mesmo que maçada.

( Ex: Ele fica maciando, por isso que estamos demorando tanto / ele maciou demais e atrasou o nosso serviço ).

EXP de V : Maciou, maciaram, maciando, maciei, maciamos, etc.

Melado 1 – Mistura de mel com açúcar; caldo de cana-de-açúcar. Alguns comerciantes desonestos vendo o melado dizendo para o seu cliente que o produto é puro mel; enganado assim o seu cliente, que compra o melado acreditando ser mel. Geralmente as pessoas compram o mel para tratamentos das doenças respiratórias, como gripes e resfriados por exemplo, mas, o melado que é o mel alterado com o açúcar, perde muito dos seus efeitos, na cura ou melhora dessas doenças. O melado se cristaliza no fundo do pote com o tempo, formando uma camada de açúcar cristalizado, principalmente guando se poem na geladeira e deixa-se passar um bom tempo. Mel que é mel não se cristaliza, muito menos na geladeira.

( Ex: Por favor senhor, quanto é um copo de melado ( caldo de cana ) ? _esse pote é de mel senhor ? _  sim, dá melhor qualidade, pode confiar que não é melado ).

EXP de V : Substantivo masculino.

Melado 2 – Sujo; imundo; nojento;  que sujou; que se emporcalhou.

( Ex: Ele caiu numa poça de lama e ficou todo melado / eu estou melado, preciso tomar um banho / mãe o Ge está se melando / eu melei a minha mão esquerda ).

EXP de V : Melado, melando, melou, melaram, melei, melam, melar, etc.

Melado 3 –  Não dá certo; estrago.

( Ex: Ele melou ( estragou ) o nosso esquema / melou ( não deu certo ) vamos embora / será que não vai melar? ).

EXP de V : Melado, melando, melou, melaram, melei, melam, melar, etc.

Meloto -

Mangar – Zoar alguém; dar rizadas de alguém para ofende-lo, seja pelo jeito estranho da pessoa ser ou por ter cometido alguma trapalhada; ironia; gozação; rir das falhas dos outros, miséria ou por alguns acontecimentos desagradáveis das pessoas.

( Ex: Ele está mangado de mim / eu maguei dele por que ele caiu ).

EXP de V : Mango, manguei, mangaram, mangamos, mangou, mangavam, etc.

Mode –  Por causa. Dita antes de um verbo.

( Ex: Foi mode ele que não deu certo /  foi mode você / foi mode nós ).

EXP de V : Invariável.

Mariscombona – Cambalhota.

( Ex: Vou dá umas mariscombonas aqui / vamos brincar de  mariscombona / vamos dá mariscombonas  aqui no campo ).

EXP de V : Substantivo feminino.

Maromba – Barras caseiras de concreto usado para fazer exercícios de musculação ; pesos de musculação; levantamento de peso.

( Ex: Vamos fazer algumas marombas de concreto para levantar pesos em casa / vou fazer marombas  para ficar com os músculos fortes ).

EXP de V : Substantivo feminino.

Marombado –  Musculoso; forte; Que praticou muitos exercícios de musculação com marombas ou outros levantadores de peso e ficou bem forte e musculoso.

( Ex: Ele levantou muita maromba e ficou bem musculoso / ele esta marombado ).

EXP de V : Substantivo masculino ( marombado ).

EXP de V : Substantivo feminino    ( marombada ).

Malhado 1 – O mesmo que marombado; musculoso; corpo bem definido por ter praticado exercícios físicos diversos ou aeróbicos.

( Ex: Que mulher linda e malhada / como ele é malhado ).

EXP de V : Substantivo masculino.

Malhado 2 – Machucado; espancado; surrado;  pessoa que levou uma surra e ficou todo machucado e com vários hematomas.

( Ex: Ele está todo malhado / alguém malhou ele / vamos malhar aquele cara / o boneco de judas está todo malhado).

EXP de V : Malhou, malhado, malharam, malhamos, malhei, malham, malho, etc.

Malhado 3 – Que tem malhas e manchas.

( Ex: Esse animal é malhado / vaca malhada ).

Malhar –  Bater; surrar; machucar; espancar. Praticar exercícios físicos; se exercitar.

( Ex: Vamos malhar, hoje? / vou malhar aquele cara / vou malhar o boneco de judas ).

EXP de V : Malhar, malhou, malhado, malharam, malhamos, malhei, malham, malham, malho, etc.

Malhada – Pequena propriedade de no mínimo uma tarefa. Geralmente as malhadas do Vale de Santa Luzia são usadas para pequenas plantações de subsistência como: batatas-doces, milho, feijão, fava, mandioca, aipim, abóboras, legumes, verduras, hortaliças ou um pequeno sítio. Também é usado para a criação de bovinos, ovinos, suínos, aves caipira, muares, mulas e equinos, de forma extensiva e poucos animais nessa propriedade.

Antigamente quase todos os moradores do Vale de Santa Luzia, viviam em malhadas, que era formado pelos seus setes lugarejos e pelo povoado Fontinha, que antes não era povoado se formando a pouco tempo. As casas dos moradores eram distantes uma das outras e a única concentração de pessoas aglomeradas em um só local era no povoado Barriga.

( Ex: Vamos na malhada de João, colher algumas verduras / os cavalos estão lá na malhada / minha malhada é grande / eu tenho malhada de cocos ).

EXP de V : Substantivo feminino.

Malho – Martelo sem unhas e sem orelhas; marrão; marreta.

( Ex: Tome cuidado com esse malho João ).

EXP de V : Substantivo Masculino.

Moita –  Certa quantidade de arbustos, matos ou vegetal qualquer, reunidos num só local; aglomerados; juntos; reunidos; escondidos; pequeno trecho de árvores reunidas numa só área.

( Ex: Eles estão atrás daquela moita / estão escondidos na moita / essa moita é muito espessa / eles estão na moita ).

EXP de V : Substantivo feminino.

Muturo – Fundo do quintal, onde se joga o lixo; à área de sua casa onde se deposita o lixo.

( Ex: Filho leva o lixo lá no muturo ).

EXP de V : Substantivo masculino.

Monturo – Local fora do quintal de sua casa onde se joga o lixo; grande quantidade de lixo numa área; imundice a céu aberto; dejetos numa área aberta.

( Ex : Esse monturo está fedido / o mau cheiro vem desse monturo / esse monturo está trazendo para dentro de nossas casas vários animais nocivos a nosso saúde ).

EXP de V : Substantivo masculino.

Murmurar – Falar baixinho, de forma inaudível ; sussurrar; resmungar de forma baixa e para se mesmo, quando se é contrariado ou numa insatisfação; Reclamar da sua vida difícil, da sua miséria, de seus problemas, dos fatos e acontecimentos da sua vida.

( Ex:  Ele vive murmurando / ela murmurou em meus ouvidos / pare de murmurar das coisas e fatos da sua vida e vai a luta ).

EXP de V : Murmurou, murmurando, murmuramos, murmurei, murmura, murmurado, murmuram, etc.

Medida – Caixote de madeira usado para medir certa quantidade de grãos, como: Feijão, milho, fava, arroz, etc. Representa uma parte de uma saco de 60 quilos de grãos.

( Ex: Hoje eu só vou levar uma medida de feijão ).

EXP de V: Substantivo feminino.

Mururu –  Grão de milho que assou e não estourou, no momento em que as pipocas estão sendo assadas; pipocas mururus.

( Ex: A maioria dos grãos do milho não estouraram, viraram pipocas mururus / vou comer pipocas mururus misturado com garapa ).

EXP de V : Substantivo masculino.

Murcho – Vazio; seco, engiado; perda da vitalidade das plantas.

( Ex: O pneu da carroça murchou / as plantas murcharam /  a bola murchou ) / o pênis está murcho ( sem ereção )).

EXP de V : Murchou, murcharam, murcham, murchei, murchado, murchamos, etc

Maracujada – Polpa do maracujá preparado com açúcar e leite. Mas, a maracujada pode ser apenas a polpa do maracujá com sementes, consumido com adição de açúcar, após serem bem mexidos e misturados.

Procedimento do preparo: Cortar os maracujás e colocar a polpa com as sementes, em uma vasilha. Depois adicione o açúcar à gosto e mexa ( apenas mexer manualmente, e não bater no liquidificador ou batedeira ) até deixar a polpa bem homogênea. Em seguida adicione leite e continue mexendo para também misturar  à polpa até torna-la bem homogênea e concentrada. Feito isso a maracujada estará pronta para o consumo. No vale de Santa Luzia adiciona-se também farinha de mandioca à maracujada, por alguns moradores da região.

OBS: No preparo da maracujada não são usados batedeiras ou liquidificadores. Sua polpa é apenas mexida manualmente, principalmente com uma colher de madeira ( colher-de-pau ).

( Ex: Vou fazer uma maracujada em casa ).

EXP de V : Substantivo Feminino.

Manoê 1 – Dicurís secos ou verdes  cozidos, preso a uma linha fina de algodão, que são comestíveis e vendidos por comerciantes em feiras-livres.

( Ex: Vou fazer manoê de dicurís verdes após o cozimento deles / vou fazer manoê de dicurís secos, após nós coletarmos daquela cama-de-dicurí que achamos hoje de manhã.

EXP de V : Substantivo masculino.

Manoê 2 – Amendoins secos, assados e sem cascas, preso a uma linha fina de algodão, que são comestíveis e vendidos por comerciantes em feiras-livres.

( Ex: Vou fazer manoê de amendoim para vender na feira de amanhã ).

EXP de V : Substantivo masculino.

Meladinha 1 – Festa familiar do Vale de Santa Luzia, organizada pela mãe do bebê, para dar as boas vindas ao recém-nascido e reunir toda a família. A bebida caseira meladinha, foi quem deu nome à essa pequena festa familiar, já que todos os membros da família eram recepcionados com uma dose dessa bebida alcoólica caseira.

EXP de V : Substantivo feminino.

Meladinha 2 – Bebida alcoólica caseira feito com cachaça, mel, cebola branca ou vermelha, alho, cominho, erva-doce, salsa e hortelã-grosso.

Ex: Garçom. Por favor, ponha mais uma dose de meladinha no meu copo.

EXP de V : Substantivo feminina.

Meladinha 3 – Mulher com tesão. Com a vagina umedecida.  

EXP de V : Substantivo feminino.

Mingau-de-alho – É um mingau feito com farinha de mandioca, água,  alho e cominho. Cozido em fogo brando, mexendo sempre com uma colher de madeira ( colher-de-pau ) até levantar fervura. Continuar mexendo por mais 3 minutos e seguida desligar o fogo. Consumir ainda morno. No Vale de Santa Luzia esse mingau é consumido quando uma pessoa estar doente e privado pelo médico de consumir alimentos que possam prejudicar o tratamento de determinada doença ou piorar os sintomas da doença receitada pelo mesmo.

Ex: _ Estou me sentindo debilitado. _ Então faça mingau-de-alho para ganhar mais força.

Marchante -

Marré -

Morão -

Maria-gasolina -

Maldita -

Mufino -

Muciço – Pedaço inteiro de carne livre de gordura e osso.

Miou – Deu errado; foi descoberto; fracassou; ….

Mariar – O mesmo que esmariar. Preder o brilho e a cor original; …

Montar 1 – Subir no cavalo; …

Montar 2 –  Explorar; aproveitar; …

Montador-de-cavalos –  Domador; amansador; de cavalos; ….

Montar-nas-castas –  Explorar uma pessoa; aproveitador; ….

Malina -

Miúdo -

Muqui -

Mulambo -

Mulambento -

Manaíba -

Moranga-

Moringa -

Moringueiro -

Mês de São João -

Mês de Santana -

Mão-de-vaca -

Mão-fechada -

Minhunsaia –  Pouca gente; pouca pessoas; poucos animais; poucos objetos, etc

N

Nódoa  – Manchas nas roupas causado por substâncias líquidas ou viscosas de alguns vegetais e por molhos de comida.

Ex: Suas roupas estão cheias de nódoas /  o líquido da bananeira deixa nódoas em roupas.

EXP de V : Substantivo feminino.

Noite-de-lua – Lua cheia.

( Ex: Hoje à noite será noite-de-lua e conseguimos enxergar o pico daquela serra / é na noite-de-lua que os lobisomem aparecem na época da quaresma ).

EXP de V : Faladá ( dizer ).

Noite-enluarada – Lua cheia; noite-de-lua; ….

Neu –  Em mim.

Nim – Em.

Não saber onde põe o ovo -

Nação – Pequeno açude público.

Não estou nem aí – Não ligo.

Nêa – Como os porcos ( suínos ) são chamados, para alimenta-los.

Nego – Moreno; negro.

Nação-da-olaria -

O

ÔXe – Expressão que indica negação; surpresa; espanto; assombro. É como se uma pessoa estivesse dizendo não, não aceito; logo após ter recebido uma notícia ou descobriu algo do qual é contrario.

( Ex: A mãe de José falou para o seu marido que permitiu que seu filho fosse para a balada, essa noite com seus amigos. O pai de José então respondeu para sua esposa: _ ôxe! Tá doida mulher, o José só tem 15 anos, não ele não vai não. Além de ele só ter 15 anos. Em baladas só tem drogas e um monte de coisas ruins, sem falar na violência /_ a sua filha falou-me que vai se casar, com filho do seu maior inimigo. _ ôxe! agora danou-se homem /_ posso te dá um beijo . _ Ôxe! Tá maluco, nem nos sues sonhos / Ôxe! O que que é isso para de fazer essas coisas aqui em público /  ôxe! É ruim em  ).

EXP de V: Proverbio.

ÔXem – Surpresa; espanto; assombro.

( Ex: Ôchem! não sabia que você viria hoje / ôchem! Você também está aqui / ôxem! Meu Deus, não que ele conseguiu / ôxem! Homem, isso nunca aconteceu / ôxem! O que está acontecendo / ôxem! Agora! Já prestou ).

EXP de V : Proverbio.

ÔXente – Surpresa; espanto; assombro.

( Ex:  Ôxente mulher! Como você ficou linda / ôxente! O que você está fazendo aqui ).

EXP de V : Proverbio.

Olho-d,água – Minadouro.

(Ex: Lá no riacho tem um olho-d,água /  vou buscar água em um olho-d,água ).

Ò-de-borogodó -

Ôpa -

Ou vai ou racha -

Olhudo -

Olhos-fechados – Pessoa que vive praticando maldades e violências.

Ovo-de-codorna – Manchas no rostos  ( bolinhas marrons no rosto ).

Ói – Olha.

Oí ó – Olha aí.

Ó pra aí ó – Olha só pra aí.

Olho-de-Boi – Decoração do teto de residências e estabelecimentos comercias, com várias lâmpadas coloridas e outras e revestimentos de gesso.

P

Pixote – Pessoa que joga mau; inexperiente. Que sempre perde as partidas e batalhas de um jogo.

( Ex: Você nunca vai ganhar de mim, porque você é um pixote / joga com ele, ele não vai ganhar de você. Ele é um pixote no jogo ).

EXP de V : Substantivo masculino.

Pidão –  Pessoa que tem muito a mania de pedir alguma coisa para outras pessoas; que pede muito; tem pessoas que pede sem precisar, e as vezes, movido apenas por olho grande ou inveja.

( Ex: Nossa! Como aquela menina pede as coisas / você vive pedindo as coisas aos outros, pare com isso).

EXP de V : Adjetivo masculino.

Pindoba – Como é chamado as folhas do dicurizeiro ( uma espécie de palmeira ) no Vale de Santa Luzia. Mas, a palvra pode ser aplicado para todas as espécie de palmeiras (arecaceae / arecales ) existentes no mundo.

( Ex: Vão buscar pindobas dos dicurizeiros lá na serra, para fazermos o arraial de São João / com essas pindobas vou fazer: vassouras,vassourinhas, vassourões, abanos, cestos, cordas, esteiras, palitos para fabricar gaiolas e alçapões para passarinhos ).

EXP de V : Substantivo feminino.

Provoco  –  Vômito; gumito.

( Ex: Ele provovou ( vomitou ) porque bebeu demais / provoquei  muito ( vomitei muito ) na minha gravidez /  sai frente que vou provocar ( vomitar ) ).

EXP de V : Provocar, provoquei, provocou, provocamos, provocaram, etc.

Provocar – Estimular; incitar; ocasionar; promover; produzir; causar. Aquela pessoa que excita outra à se irritar, para perder o controle de si mesmo e partir para o tapa contra quem o provocou. Aquela pessoa que causou um fato ou acontecimento ( responsável ou culpado ).

( Ex: Eu bati nele porque ele me provocou /  ele me provocou primeiro / para de me provocar, assim você me excita / foi ele que provocou a confusão /  ele provocou o acidente / para de fazer provocações contra eles / sou provocador ).

EXP de V : Provoco, provoquei, provocou, provo amos, provocaram, etc.

Panta –  Pra perto; Perto; pra perto de mim; pra perto de alguém; dijunto; ficar bem pertinho de alguém; se aproximar; aproximar.

( Ex: Eu vou pantar ( pra perto dela ) ela /  vamos pantar nossa mãe / vou procurar minha mãe para pantar ( ficar perto dela / ficar com ela ) ela / ontem a noite eu pantei ( me aproximei dela/ fui pra perto dela ) ela, e falei: _ eu amo você / naquele dia que nós pantamos  ( nos aproximamos dela / fomos pra perto dela ) ela, falamos tudo que deveríamos ter dito / pode deixar, eu ponto   ( vou pra perto dela / eu vou ficar com ela ) ela ).

EXP de V : Pantei, pantamos, panto, panta, pantou, pantaram, pantar, etc.

Piteco 1 – Tapa na orelha ou cabeça. Junta-se o polegar mais outro dos quatro dedos, e lança um deles na orelha ou na cabeça. Os dedos mais usados  para aplicar o piteco, são o polegar e o indicador.

( Ex: Vou dá um piteco nele / quando meu filho chegar aqui, vou dá uns pitecos ( ou pitecadas ) nele ).

EXP de V: Substantivo masculino.

Piteco - Tacada em jogo; pancada; tapa; encaixada; enfiada; colocado; batida; trombada; choque.

( Ex: Eu dei pitecada na bola de sinuca /  eu pitequei a bola com força / puxa!Foi um piteco forte (referindo-se a batida, trombada, choque) ).

EXP de V : Piteco, pitecos, pitecadas, pitecou, pitequei, pitecamos, pitecaram, pitecam, etc.

Piteco 3 – Dar palpite; opinar.

( Ex: Para de dar tantos pitecos na reunião / não preciso de seu piteco / sou mais feliz sem os seus pitecos / seu piteco não é de nada ).

EXP de V : Substantivo masculino.

Pitéu – Mulher gostosa; mulher bonita; apetitosa.

( Ex: Nossa! Como aquela sua amiga é um pitéu / morena, você é um piteuzinho / você é um pitéu ).

EXP de V : Substantivo masculino.

Piteuzinho – Diminutivo de pitéu.

( Ex: Ela é um piteuzinho ).

Padagá – Cada passo que os cavalos dão quando estão correndo; passos cumpridos do cavalo ( padagás ).

( Ex: Os cavalos hoje deram muitos padagás, e estão cansados / os cavalos vieram em padagás ( correndo ) / o padagá do cavalo é cumprido, é longo ).

EXP de V :  Substantivo masculino.

Passadiço – Cancela de paus redondo, que se encaixam em duas bases de madeira ( troncos de madeira quadrada e bem trabalhada, com furos onde se encaixam os paus redondos ) para fecha-la.

( Ex: O passadiço é usado mais em pequenas propriedades /  na malhada tem um passadiço / o passadiço está com com apenas dois paus encaixados na base, dar para gente brincar de pular ).

EXP de V : Substantivo masculino.

Ponga –  Carona.

( Ex: Vamos pegar uma panga na caminhonete de Tonhinho de Jadú / vou pegar uma ponga com meu amigo / pode me dar uma ponga até o Gonzaga / vou pongar ).

EXP de V : Substantivo feminino.

Pigarro - Coceira na garganta produzido por catarros ou fumo.

( Ex: Estou com pigarro na garganta / esse cigarro me deu pigarro na garganta / esse catarro causou pigarro na minha garganta e torci muito ).

EXP de V : Substantivo de masculino.

Pirraça –  Provocar alguém; provoca; querendo briga; amolar; encher o saco de alguém. Aquela pessoa que tenta chamar atenção de outra com suas ironias e provocações, para que ela tome as dores, e parta para o bate-boca ou para o tapa ou simplesmente para aparecer.

( Ex: Ele tá com pirraça para o meu lado/  para de me pirraçar rapaz, você pode se dar mau / você pirraçou de mim primeiro /  você é um pirracento ).

EXP de V : Pirraçar, pirraçou, pirraçamos, pirracento, pirraçaram, pirraçam, pirracei, etc.

Pirracento – Aquele que faz pirraça; zombador.

EXP de V : Adjetivo masculino.

Piçarra – Pedras e cascalhos pequenos, retirado de pedreiras, que vem misturados à areia ou terra. E que são usados para revestir estradas de terra  ( estrada de terra batida ) ou servir como base ( alicerce  ) para estrada de asfalto.

( Ex: Estão colocando piçarra na estrada de terra / piçarraram a estrada de terra / esse maquinista foi quem mais piçarrou essa estrada / o motorista dessa caçamba foi quem mais trouxe piçarra para revestir essa estrada ).

EXP de V : Piçarrou, piçarra, piçarrar, piçarrei, piçarrada, piçarrado, piçarramos, piçarram, etc.

Pelejar – Esforçar; batalhar; insistir; lutar incansavelmente; tentar convencer.

( Ex: Já pelejei tanto para conquistar ela / pelejamos demais, vamos descansar / vou pelejar bastante ).

EXP de V: Pelejo, pelejei, pelejamos, pelejam, pelejou, pelejaram, etc.

Pifar – Apagar; quebrar; não dar certo; desligar; blefar; falhar.

( Ex: A bamba pifou ( apagou e não explodiu, falhou / o motor do seu carro pifou / a sua opinião pifou / seus comentários pifaram / a batedeira e o computador de casa pifaram com aquela queda de energia de ontem ).

EXP de V : Pifou, pifaram, pifam, pifamos, pifei, pifado, etc.

Papeira – Inflamação da parótida ( glândula salivar ); inchaço em baixo do queixo.

( Ex: Ele está com papeira / não, a papeira não é contagiosa ).

EXP de V : Substantivo feminino.

Peste – Pessoa atentada; filho do demônio; praga; aquilo que se alastra rapidamente, de forma contínua, agressiva e dominadora; qualquer tipo de doença; xingamento; resmungo falado quando algo dar errado.

( Ex: Aquela criança é uma peste (atentado) / seu filho dá peste (filho do demônio/ xingamento) / essas árvores estão empesteadas de cupim / mas que peste, não conseguir matar o coelho / é uma peste mesmo em / tome cuidado com essa doença ela é uma peste, e tem que ser tratada urgentemente ).

EXP de P : Substantivo masculino.

EXP de V : Substantivo feminino.

Pziz –  Como o gato doméstico é chamado para que ele seja alimentado; quando o gato doméstico não está por perto é assim que ele é chamado ( pziz ).

( Ex: _ Filho, chame o seu gato para alimenta-lo. _ Pziz, pziz, pziz, pziz, pziz, papai ele chegou / eu fiz tanto pziz, pziz, procurando o meu gatinho que chega fiquei sem ar ).

Pichano – Um gato qualquer; felinos.

( Ex: Vou buscar o meu pichano para leva-lo ao veterinário ).

EXP de V : Substantivo masculino.

Pinima – Implicância; coisa ruim; birra. Resmungo falado quando as coisas não estão dando certo.

( Ex: Mas que pinima, para de me encher o saco / para com essa pinima comigo ).

EXP de V : Substantivo feminino.

Péla – Queda dos cabelos; calvície; uma ou umas pequenas áreas da cabeça que não tem cabelo ( cabelo falhado ), que tanto pode ser causado por calvície, ou cicatrizes de antigos ferimentos na cabeça.

( Ex :  Ele tem pela na cabeça /  ele tá com pela ).

EXP de V : Substantivo feminino.

Pelado – Nu; ficar sem a roupa do corpo; tirar as cascas dos vegetais e frutos; desprotegido; falta de mantimentos; falta de estruturas; desarmados; sem nada; sem meios para sobreviver.

( Ex:  Vejam ele está pelado / tiraram a roupa e dele ficou pelado / pelaram a cabeça dele ( rasparam ) / vamos pelar o tomate / no armário não nada de mantimentos, estamos pelados / já estamos pelados ( sem mantimentos ), como iremos sobreviver / vou pelar o meu peito / ele tem péla ( falha nos cabelos ) ).

EXP de V : Pelado, péla, pelou, pelaram, pelamos, pelei, pelados, pelam, etc.

Pelar  – Tirar a pele; raspar; cartar o cabelo da cabeça por inteiro ( raspar ); tirar os pelos de uma determinada área do corpo por inteiro; cair os pelos do corpo ou os cabelos da cabeça.

( Ex : Ele pelou a galinha ( depenou ) / vou pela os preás / vou pelar o porco / vou pelar o meu peito / vou pelar minha cabeça ( raspar ) / ele ficou pelado ).

EXP de V : Verbo transitivo.

Pé-de-pau – Pé-de-árvore. Falado quando se desconhece o nome da árvore.

( Ex: Tem um pé-de-pau no meio da fazenda, onde o gado descansa tranquilamente ).

Pedra-de-fogo – Como são chamado as pedras de Quartzo no Vale de Santa Luzia. São chamadas assim porque nas festas juninas da região, os jovens usam ela para ocasionar explosão ao misturar com pólvora, através do choque entre a pedra de quartzo com uma outra bem maior, que é batido com uma pedra diferente, que não pode ser de quartzo também.

( Ex: Vamos produzir explosão com pedra de quartzo, usando pólvora ).

EXP de V : Faladá ( dizer ).

Prato-de-banda – Antiga forma de construção de casas de alvenaria do Vale de Santa Luzia. Características principais: Casa de no mínimo dois quartos, o do casal fica na frente com janela para a rua ou praça. Quase sempre todos os quartos ficam de um só lado  e cozinha do mesmo. As salas quase sempre do mesmo lado, com portas em linha reta em direção ao quintal da casa ou a cozinha. Telhado caído para frente a partir da primeira sala e quarto, com biqueira que leva à água das chuvas para à rua, o restante é caído para direções diversas, etc.

( Ex: As casas de prato-de-banda quase não existe mais aqui no povoado Barriga, porque estar surgindo casas diferentes ).

Por-moral –  Se achando o melhor; se exibindo; se achando um deus. Aquela pessoa que chega em um lugar diferente e fica se exibindo, tentando impressionar um grupo de pessoas ou uma delas e que em muitas vezes acaba em confusão por chamar tanta atenção dos moradores do local.

( Ex: Aquele cara nem é daqui e fica pondo-moral / vou bater nele, estar pondo-moral demais já passo dos limites ).

EXP de V : Ponho-moral, pus-moral, pomos-moral, poe-moral, pôs-moral, pondo-moral.

Por-mim – Não ligo; não estou nem aí, não me importo.

( Ex: _Vejam como ela canta. Por-mim ( não ligo, não me importo ).

Por-roça  – No Vale de Santa Luzia significa plantar, no período das chuvas, principalmente nas serras, já que o solo da região se encharca muito na época das chuvas.

O produto ( s ) agrícola ( s ) plantado ou plantação também é chamado de roça ou por-roça.

( Ex: Vai por-roça ( plantar ) esse ano compadre? /  se for por-roça, vai por de quer? / vou por sim e será roça de mandioca / vou por roça de feijão na serra Grande / esse ano vou por-roça ).

Pirão de carne de capão – Pirão feito com o caldo do cozimento do frango capão, que é temperado com os temperos mais usados no Vale de Santa Luzia. Já para o pirão usa-se a farinha de mandioca mais o seu caldo bem quente e mexer até virar um mingau. Num passado antigo, era mais presente na chegada do recém-nascido que era consumido pela  ex-gestantes e por pessoas que iam visitar a mamãe e o bebê. Dizem que esse pirão fortalece às ex-gestantes.

Papadas – Bochechas.

Pretume -

Porreta -

Paracé -

Peba -

Polpa  1 – Pulo do cavalos.

Polpa 2 – Nádegas.

Privada -

Putranca -

Punhado – Porção; mão cheia.

Papa-anjo -

Pegar-bronca – Ficar com raiva de uma pessoa; ficar-com-bronca; ….

Pra lá de Bagdá -

Pinguço – Cachaceiro.

Pocar – Estourar.

Pilambeta – Piabas secas e bem torradas.

Piaba 1 -

Piaba 2 – Tapa na ….

Piabada 1 – Frito de piabas.

Piabada 2 – Tapa na ….

Pega-pra-capar -

Patinhos-na-lagoa – 22.

Pacote – Vagina; ….

Pilão -

Pisão – Que falta em compromisso; Que não vai em um lugar combinado.

Perai – Espere aí.

Peraê – Indica negação. Espere aí ( isso / assim ) não.

Pentelho -

Prosa -

Prosear -

Presepada -

Palavreado -

Pinoia -

Pica – Pênis.

Pirulito – Pênis.

Prenha -

Parea -

Parelha -

Pão-duro -

Pataquadas – Palhaçadas; brincadeiras.

Paspagualhadas – O mesmo que pataquadas.

Pau-de-sebo -

Pão-de-ló -

Pé-d,água -

Pegar-maior-boi – Aproveitou a melhor oportunidade; ficou com o melhor.

Ponta – Galha; chifre; traição.

Pôia – Tonto; abestado.

Pinote -

Piripaque -

Principal ( Zé Dória ) – Riacho do Vale de Santa Luzia. Nasce no lugarejo Arruda edesagua rio Jabeberi já fora do VSL. Ele é o maior de todos 6 riachos presente na região do VSL  e é localizado na área central da região, em cima da planície Santa Luzia.

Pai Luiz –  lugarejo que fica no Centro-sul do Vale de Santa Luzia, em TB-SE.

 

Q

Quinem – Como; igual.

( Ex: Você é quinem ele ( igual a ele ) / ele quinem você ).

Quenga – Prostituta; rapariga; garota de programa.

( Ex: Aquela mulher é uma quenga / ela é uma quenga das melhores ).

EXP de V : Substantivo feminino.

Quinhão – A parte do serviço que foi escolhido para ser executado por uma pessoa; tarefa; trabalho; serviço; uma parte.

(Ex: Cada um que de conta do seu quinhão / cada qual com seu quinhão / cuide do seu quinhão, que eu cuido do meu / esse é o seu quinhão ).

EXP de V : Substantivo masculino.

Quebra-queixo -

Quando a galinha criar dentes – Nunca; já mais.

R

Restéa – Sombra; escuridão; reflexo; escuridão causada quando um corpo qualquer fica em frente a luz, inibindo a iluminação; a sombra de uma pessoa, um elemento ou um objeto qualquer.

( Ex: A sua restéa está me atrapalhado / a restéa do ventilador atrapalha a minha leitura / aqui escurece mais cedo, por causa da restéa dessa montanha / vejam quantas restéas de nuvens no chão / eu vi sua restéa no espelho / eu vi sua restéa no espelho d,água ).

EXP de V : Substantivo feminino.

Rapa –  O que ficou no fundo na panela, após colocar a massas do bolo no forno; o que fica na panela após a feitoria de doces e caldas; sobra de caldas; sobra de massas de bolo.

( EX: Ele rapou toda a panela da sobra da massa de bolo/ ele rapou a tigela / vou comer a rapa do bolo / vou comer a rapa da calda de chocolate / vou comer a rapa desse doce ).

EXP de V : Substantivo feminino.

Rapar – Comer a rapa de massas de bolos, caldas e doces; comer; comer toda a comida.

( Ex: Ele rapou ( comeu ) a tigela da massa do bolo / ele rapou todo o prato ( comeu toda à comida ) / ele rapou tudo ( comeu tudo ) / nós rapamos a calda de chocolate ( comemos ) ).

EXP de V : Rapou, rapamos, raparam, rapam, rapei, rapado, etc.

Rapado – Comido; acabado; mexido; tocado.

( Ex: Isso aqui está tudo rapado ( mexido/ tocado ) / mas a panela já da rapa já está toda rapada ( acabado / que acabou a rapa ou a comida ) / já está todo rapado ).

Raspar – Cortar ( eliminar os pelos de uma determinada área do corpo e cortar os cabelos por completo ou apenas uma parte deles ); pelar; encostar; tirar fino; aproximar; fazer a barba; tirar os pelos do corpo.

( Ex: Ele raspou toda  a minha cabeça ( cortou os cabelos por completo ) / o carro raspou ( aproximou-se ) em mim e quase fui atropelado / vou raspar o pelos do peito / vou raspar a barba / vou raspar os pelos ).

EXP de V : Raspei, raspamos, raspado, raspam, raspou, rasparam, etc.

Rojão 1- A marcha dos cavalos.

( Ex: O cavalo tem rojão / o cavalo vem em ritmo de rojão ).

EXP de V : Substantivo masculino.

Rojão 2 – Força de vontade; força; coragem; serviços executados com garra, com muito coragem e força; esforço; rapidez; agilidade; acelerado.

( Ex: O menino está trabalhando com muito rojão / nossa! Aquele ali está num rojão em / que bom que você tem rojão /  eles estão trabalhando em rojão ).

Rapariga – Quenga; amante; prostituta; garota de programa.

( Ex: aquela mulher é uma rapariga / ela é a rapariga do fulano de tal ).

EXP de V : Substantivo feminino.

Rabia – Desliza; escorrega; fazer cavalo-de-pau com o automóvel ou moto; girar em volta de si mesmo.

( Ex: O carro rabia na estrada de terra, quando está molhada / o caminhão rabia na subida da ladeira ).

EXP de V : Substantivo feminino.

Rabiar – Deslizar; escorregar; fazer cavalo-de-pau com o automóvel ou moto / girar em volta de si mesmo.

( Ex: O homem rabiou com o seu automóvel / ele rabiou com sua moto ).

EXP de V : Rabiou, rabiaram, rabiada, rabiaram, rabiei, rabeiam, etc.

Rabiada – Escorregada; deslizada; cavalo-de-pau/ giro em volta de si mesmo.

( Ex: Ele fez rabiadas com seu automóvel / o caminhão deu várias rabiadas na subida da ladeira ).

Renca – Uma porção de pessoas, de coisas, de objetos, de elementos; um grupo de pessoas. Algumas pessoas usam esse termo de forma irônica para menosprezar um grupo de outras pessoas; pessoas fazendo bagunça.

( Ex: Filho manda ir em bora essa renca de meninos que estão em casa / aquela renca de gente não presta / mas que renca de gente é essa! ).

EXP de V: Substantivo feminino.

Rudia – Pano enrolado, que é posto em volta da na cabeça para levar ( carregar ) potes e vasilhas de águas, cestos, sacos de grãos e cereais de uma colheita, etc.

( Ex: Coloque a rudia na cabeça para levar esse pote de água / vou por a rudia na cabeça para levar esse cesto ).

EXP de V : Substantivo feminino.

Rato – Erro ( quando o alvo não é acertado/ quando se erra no jogo ); rápido; ágil; rapidez; bom jogador; bom tacador; que sempre acerta o alvo.

( Ex: Aquele menino é um rato no futebol / ele é um rato no dominó / vejam só como ele é um rato, escapou da gente ).

EXP de V : Substantivo masculino.

Ratar – Errar ( não acertar o alvo / errar no jogo ); não acertar.

( Ex: Ele ratou ( errou / não acertou ) / pô, mas você rata ( erra / não acerta ) em! / vocês não vão jogar porque ratam ( erram muito / dificilmente acertam )  muito / vamos deixar ele jogar, ele é um rato nesse jogo / ratei na tacada ).

EXP de V : Rato, rata, ratei, ratamos, ratam, ratou, ratada, ratão, ratona, rataram, etc.

Ratão – Que sempre erra o alvo; que sempre perde no jogo ou um jogo; que erra sempre.

( Ex: Ele é um ratão nesse jogo ( ele é ruim nesse jogo / erra sempre no jogo, tacada ou no alvo ) ).

EXP de V : Substantivo masculino/ aumentativo de rato.

Ratada – Errada ( não acertou o alvo / errou a tacada / errou a jogada ).

( Ex: Ele foi chutar a bola e deu  ratada ( não acertou / errou ) nela  ).

Rego 1 – Valas por onde passa a água usada para irrigar as plantações da agricultura ( irrigação rudimentar ); sulcos feitos no solo pelos os dentes ou lâmina do arado; pequeno córrego ou correnteza .

( Ex: Vou abrir um rego aqui para irrigar a minha a plantação / vamos passar o arado nessa terra para abrir alguns regos para plantarmos feijão / naquele dia que choveu forte, o rego que fica próximo à minha casa transbordou e inundou ela ).

EXP de V : Substantivo masculino.

Rego 2  – Início da vagina; beira; beirada; margem. Quando uma pessoa fica de cocoras as nádegas se juntos e forma um canal em direção ao ânus que é chamado de rego.

( Ex: Estou vendo o seu rego, levante a cintura de sua bermuda ).

Repunar – Nojo; sentir nojo de alguma coisa. Fazer caretas na hora comida, seja por estar sentindo nojo; por não estar gostando da comida ou por ela ser ruim ou amarga ( principalmente se estiver comendo sentindo-se obrigado a come-la, ou por não está gostando da comida e está com vergonha de dizer que está ruim e que por isso não vai come-la ).

( Ex: _ Não está gostando da comida? _ Estou sim. _ Tem certeza? Estou percebendo que você está se repunando. Se você quiser escolher outro cardápio, eu chamo o garçom. Bem na verdade, eu não gosto de frutos do mar. _ Garçom… / Por que você se repuna na hora da comida? / ai, essa comida está me repunando ( deixando-o com nojo ) /isso está repunando ).

EXP de V : Repunando, repunar, repunei, repunaram, repunam, repunou, repuno, etc.

Ruma –  Montão; monte; grande quantidade de alguma coisa, objetos, animais ou pessoas; um monte.

EXP de V : Substantivo de feminino.

Roçar – Capinar; cortar o mato ou qualquer vegetal.

( Ex: Eu vou roçar o mato / eu vou roçar a grama  ).

EXP de V : Roço, roça, roçado, rocei, roçaram, roçam, roçou.

Reio -

Racha – Vagina.

Rachada – Vagina.

Remoer -

Rapadura -

Rapadura é doce mais não é mole não -

Rueira -

Retado -

Revertério -

Retalho -

Remela -

Retalhar-a-carne -

Ranhaduras – Ranhuras.

S

Selão ( é ) – Um tipo de argila presente no subsolo do Vale de Santa Luzia, à cerca de um metro de profundidade em algumas áreas do VSL. Suas características são: Cor amarelo-ouro com pigmentos vermelhos.

(Ex: Aqui tem selão / vou fazer balas de badogue com o barro selão ).

EXP de V : Substantivo masculina.

Sibite – Atirado ( a ); ousado; exibido. Pessoa que se expõem para outra ou outras.

( Ex: Você tá muito sibite hoje / ela é muito sibite / que cara sibite ).

EXP de V : Substantivo masculino.

Sibitesa – Sexo; fazendo sexo ou algo parecido. Um casal em público agindo de forma íntima e ousada demais ( desrespeito ).

( Ex: Vejam, eles estão fazendo sibitesa / êpa! Vamos acabar com essa sibitesa aqui / respeitem as pessoas e parem com essa sibitesa ).

EXP de V : Substantivo feminino.

Salito –  Deformação do reboco da parede, fachada ou pintura, causado por excesso de salinidade ( massa de reboco feito com areia excessivamente salinizada ) presente na massa do reboco, quando a parede ou fachada foi rebocada.

( Ex: As paredes de casa estão com salito / o salito está destruindo a parede da sala de minha casa / nessa parede tem salito ).

EXP de V : Substantivo masculino.

Sangra – Derrama; transborda; aflora; grota; mina. Como é chamado o transbordamento dos açudes ( tanques ), rios, riachos, córregos, lagos, lagoas, poças, caixas d,águas.

( Ex: Choveu tanto que todos os açudes, rios, lagos e as caixas d,águas sangraram ).

EXP de V: Sangrou, sangraram, sangra, sangram, etc.

Sarro –  Zombar de alguém; caçoar; mangar; tirar onda de alguém; rir das falhas de alguém.

( Ex: Pare de tirar sarro de mim / ele está de sarro comigo ).

EXP de V : Substantivo masculino.

Sobejo 1 – Saliva; saliva do beijo; troca de saliva durante o beijo; saliva que ficou no copo após alguém ter bebido algo e que fica também, em outros utensílios após ter posto na boca ou respingado saliva; baba.

( Ex: Vocês vão se beijar e vão trocar sobejo / fiquei com sobejo dela / ele bebeu nesse copo e deixou sobejo / respingou sobejo no meu prato ).

EXP de V: Substantivo masculino.

Sobejo 2 – Resto; sobra; excede; grande.

( Ex: Você vai ficar com o sobejo ( resto ou sobra ) do suco da jarra / pode deixar minha esposa, eu fico com o sobejo da sua comida /  eu não vou comer sobejo de ninguém / o mar é muito sobejo ( grande )  ).

Sebesta – Empolgado; todo cheio ( empolgadíssimo ); orgulhoso; contente; super contente; se mostrando ( se exibindo ); se achando o melhor. Pessoa que zela em excesso um bem material que o pertence, ao ponto de não deixar ninguém encostar, tocar, pegar ou segurar, muitos menos emprestar esse bem à alguém ou se emprestar, recomenda muito cuidado e zelo. Pessoa que tem excesso de ciúmes de um bem material que o pertence. Pessoa que ficar super contente, orgulhoso ou alegre ao ganhar um presente, uma promoção etc.

( Ex: Eles ganharam o jogo e ficaram com, um sebesta / ele ganhou uma promoção e ficou com, um sebesta / ele tá com, um sebesta da gota, não deixa ninguém encostar nas suas coisas / ele tem um sebesta da peste com aquela esposa ).

EXP de V : Substantivo masculino.

Suruco – Sem rabo; rabo cortado; animal que perdeu o rabo; o mesmo que pitoco.

( Ex: Cortaram o rabo do cachorro e ele ficou suruco / a ave perdeu as penas de trás e ficou suruco ).

EXP de V : Adjetivo.

Soberba – Elevação; orgulhoso; arrogante; vaidoso.

( Ex: Você não é mais feliz por causa da sua soberba /  o homem tem muita soberba).

EXP de V : Substantivo feminino.

Seroto – Sujeiras do corpo ou do ouvido; sujo; melado.

( Ex: Estou com seroto no ouvido / vou limpa o seroto ( sera ou sujeira qualquer ) que está no meu ouvido / Vá tomar um banho, que você está cheio de seroto ( enserotado / sujo ) / vou lavar as minhas mãos, porque estão com seroto ).

EXP de V: Substantivo masculino.

Sustância – Vitamina; vitaminado; ….

Sesto ( é ) – Mania.

Se-aconchegue -

Se-jogar – Aproveitar; tomar atitude; ir sem medo; espontaneidade; ….

Se-picar –  Sair; ir; foi embora.

Se-lascar -

Se-amostrar -

Se-mandar – Sair; ir; foi embora.

Sussurrar -

Siricutico – Tremedeira em uma parte do corpo .

Sítio – Plantação de frutas; pomar; ….

Sapeca 1 – Criança que apronta muito; ….

Sapeca 2 – Tirar os pelos dos animais; Retirar os últimos e os mais finos pelos dos animais aos encosta-los  no fogão-de-lenha ou fogão à gás .

Sapecar – Pelar; retirar os últimos e os mais finos pelos dos animais aos encosta-los no fo-de-lenha ou à gás.

Sozinho – Só; solitário; solteiro.

Suingue -

Sim-bora -

Seguir-viagem -

Shover – Deixa eu ver; deixe eu ver.

Saitica -

Sonso -

Segurar-vela -

Serrão – Que se encosta em uma ou mais pessoas para não pagar a conta; que quer comer e beber nas custas ( conta ) dos outros.

Sebo nos cambitos  -

Sebo nas canelas -

Saravá – Expulsão de algo que uma pessoa considera ruim, de mau-agoro e de má fé.

Se-largar – Se separar; separação.

Se-lixar – Não se importar; não estar nem aí; ….

Se-banhar -

Vá vê se estou na esquina -

Sarafraio -

Sunico – Pessoa excessivamente econômico; mão-de-vaca; muquirana.

Seguro – Pessoa que não gosta muito de gasta; reservado; mão-de-vaca; muquirana.

Sunítico – O mesmo que sunico; muquirana.

Só se for da china -

Sovaco -

Serraria – lugarejo que fica no norte e nordeste do Vale de Santa Luzia, em TB-SE

Santaluzienses – Como são chamados os moradores do Vale de Santa Luzia que fica na região noroeste do município de Tobias Barreto – Sergipe.  01/01/1998

Serra Grande – fica no nordeste do Vale de Santa Luzia, em TB-SE.

SE – sigla do estado de Sergipe.

 

T

Tecar – Bater; encostar; trombada; dar uma tacada na bola ou em um objeto. Bater uma bola ou um objeto contra o outro. Tecar é o nome de todas as brincadeiras de crianças e sinuca, que tenham que bater ou encostar uma bola na outra ou qualquer outro objeto, arremessado com as mãos ou com à ajuda de um taco.

Representado mais pelas brincadeiras folclóricas como: tecar com bolas de gude, tecar com castanhas de caju, tecar com pequenas pedras ( com ajuda das mãos, arremessa-se o objeto contra o outro e ganha quem tecar mais ). Já no caso da sinuca usa-se o taco para tecar uma bola na outra.

( Ex: Vou tecar mais que você nas bolas de gude / vamos brincar de tecar em gudes / vou tecar mais que você nessas pequenas pedras / vamos brincar de tecar em pedras / vou tecar mais que você nessas castanhas de caju / vamos brincar de tecar em castanhas de caju / vou ganhar de você no jogo de sinuca / vamos jogar sinuca ).

EXP de V : Teca, tecar, tecou, tecaram, tecada, tecando, tecamos, tequei, tecado, tecam, etc.

Tamburete – Banco de madeira.

( Ex: Traga-me tamburete para eu me sentar / vou colocar o tamburete aqui para eu alcançar o teto e terminar a pintura da sua cozinha ).

EXP de V : Substantivo masculino.

Tomara – Desejar um acontecimento; desejar o bem ou mau para uma pessoa, um fato ou acontecimento; espero que …; espero; seria bom se…; seria melhor se…; desejo.

( Ex: Tomara que ela caia do cavalo e quebre o braço / tomara que eles fiquem pobres e morram miseráveis / tomara que tenha conseguido passar no concurso/ tomara que você ganhe o prêmio ou aquela promoção ).

EXP de V : Interjeição.

Tilisco 1 –   Encostar de raspão; chegar perto e encostar suavemente; aproximou; encostou; tirou fino.

( Ex: O automóvel veio em alta velocidade e tiliscou em mim, quase fui atropelado / aquela cavalo desenbestado deu uma tiliscada em mim, e cair no chão de susto / se você tiliscar em mim, eu parto pra cima de você ).

EXP de V: Tilisco, tiliscada, tiliscou, tiliscando, tiliscaram, tiliscam, tilisquei, tilisca, etc.

Tilisco 2 – Pouco; migalha; pequeno; menor.

( Ex: Você vai me dar só esse tilisco? / isso aqui é um tilisco, não dar para nada / eu não sobrevivo só com esse tilisco / você é um tilisco ( você é pequeno ) ).

EXP de V: Substantivo masculino.

Tilisquinho – Um pouquinho; menorzinho.

( Ex: Mas, só esse tilisquinho ( pouquinho ) aqui /  ele é um tilisquinho ( menorzinho / pequenininho ) ).

EXP de V: Diminutivo de tilisco.

Tanjo – Passo; impulso; passadas; cada passo de uma pessoa ou dos animais; pulo; joga; arremessa.

(Ex: Os seus tanjos ( passadas ) são compridos / o seu tanjo ( pulo / impulso ) é alto / o seu tanjo ( passada ) é comprido / veja como o meu tanjo ( arremesso ) é longo, vou jogar essa pedra lá naquele poste / o seu tanjo ( arremesso ) é forte em ).

EXP de V: Substantivo masculino.

Tanger – Atirar; atirar ao chão; jogar; arremessar; expulsar; espantar;.

( Ex: Porque você tangeu ( atirou / jogou / arremessou ) essa pedra em mim? / quando eu passo lá naquela rua ela sempre tange ( atira / joga / arremessa ) bolinhas de papel em mim / eu tangi ( atirei / joguei / arremessei ) a bola nela / vamos tanger ( espantar para prender ) o gado para o curral / tanja ( espante / expulse ) os os passarinhos da plantação de milho / eu vou tanger ( expulsar ) esse menino aqui de casa / tanja ( espante / expulse as galinhas do terreiro ).

EXP de V: Tangeu, tanjo, tanjamos, tangi, tangeram, tangemos, tanjamos, tanjam, etc.

Tanque – Como são chamados os açudes no Vale de Santa Luzia.

( Ex:  Filho cuidado com o tanque ( açude )! Ao se aproximar dele. Ele está muito cheio e há risco de afogamento / vou buscar água no tanque ( açude ) / os animais estão bebendo água no tanque ( açude ) /  vou dar água ao cavalo lá no tanque ( açude ) da olaria ).

Torar – Comer; transar.

( Ex: No almoço eu torei ( comi ) uma feijoada / toramos ( comemos ) a sua comida / vamos torar ( comer ) lasanha na janta / filho vem torar ( comer ) / torei ( transei com ) aquela menina / vou torar ( transa completa ) ela toda / vou torar ( transar com ) o meu namorado / torei ele ( transei com ele ) ).

EXP de V : Toro, tora, torei, toramos, toraram, torada, torado, torando, toram, etc.

Truvu – Turvo; que não é límpido ou transparente. Névoa que aparece nos olhos de quem está perdendo a visão; escurecimento temporário e momentâneo da visão, causado por vertigens, labirintites, etc.

( Ex: Meus olhos ficaram truvus ( escurecidos, com baixa visibilidade ) / meus olhos tão truvus, só consigo vê vultos ).

EXP de V: Adjetivo.

Trombada – Batida; choque; se cruza; se vê; se encontra.

( Ex: Amanhã agente se tromba ( se encontra ) / depois nós nos trombamos ( nos encontramos ) / nos trombamos amanhã ( nos vemos ) / trombarei com você amanhã ( verei ) / dois carros ontem deram uma forte trombada ( batida / choque ) / eles viam correndo e se trombaram ( se bateram / se chocaram ) ).

EXP de V : Tromba, trombada, trombei, trombaram, trombando, trombamos, trombam, trombou, etc.

Tição 1 –  Pedaço de lenha aceso ou meio queimado, poste aceso.

( EX: Pegue um tição da folgueira para acender essa bomba / pegue um tição do folgo de lenha para acender o meu charuto / o poste da cerca virou um tição ( queimou ou está queimando ) / a mata virou um tição ( queimou ou está queimando ).

EXP de V : Substantivo masculino.

Tição 2 – Pessoa morena; Negro. As vezes usado de forma irônica e racial.

( EX: Esse cara é tão preto que parece um tição ( preconceito / racismo ) / ela é um tição de mulher ( bonita morena / elogio ) ).

Tabaréu – Caipira. Pessoa leiga e sem muitos conhecimentos; Que tem poucos conhecimentos ;bobo; atroado.

( Ex: _ Aquele cara é um tabaréu ( caipira ): Falavam os meninos da cidade grande / _você é um tabaréu ( chamou-o de burro ) : Falou uma senhora para um senhor ao perceber que ele não detinha de conhecimentos específicos / mas ele é tão tabaréu ( falou-o que é leigo ) nessa área, coitado / vou participar do casamento do tabaréu ( casamento-tabaréu / casamento-caipira ) no povoado Barrinha de Santa Luzia ( Barriga ) / ele é um tabaréu ( bobo ).

EXP de V : Substantivo masculino.

Troco – Vinga; vingança; lição; surra; retribuir; retribuir com a mesma moeda.

( Ex: Eu vou te dar o troco ( vou me vingar / você me paga ), por todo o mal que você me fez / deixe; ele não perde por esperar.Vou dar um troco ( lição ou surra ) à ele. Para ele nunca esquecer / vou dar um troco a ele  ).

EXP de V : Substantivo masculino.

Tarefa – Medição de área de terra em varas de dois metros e vinte centímetros ( 2,20 ms ). Medindo-se os quatros lados de um quadrado com uma vara de 2,20 metros.

OBS: Meia tarefa é chamado de uma conta.

( 25 x 2,20ms = 55 ms ) + ( 25 x 2,20ms = 55 ms) +

( 25  x 2,20ms = 55 ms ) + ( 25 x 2,20ms = 55 ms )

= 220 metros quadrados ou

55 ms + 55 ms + 55 ms + 55 ms = 220 metros quadrados ou

55 x 4 = 2,20 metros quadrados, igual a uma ( 1 tarefa ) Tarefa.

A metade de uma tarefa é chamada de conta ( uma conta = 110 metros quadrados ).

( Ex: O meu pai tem 1000 tarefas de terra / aqui em Sergipe medimos as terras em tarefas /  eu vou roçar uma tarefa de mato / já rocei uma conta de mato ( ou de terra )  ).

EXP de V: Substantivo feminino.

– Palavra à toa, principalmente quando não se acredita ou fica em dúvida em uma ou umas notícias, uma ou umas mensagens, um uns anúncios ou afirmações; expressa dúvida e surpresa; será; usado antes da falta de importância que uma pessoa dar à fatos, notícias e acontecimentos, mesmo que seja sobre o próprio.

( Ex: Tó! É ruim de você está falando sério ( ficou em dúvida sobre a notícia que acabou de receber / desconfiado ) / tó! Acredito ( quis dizer não acredito ) /  _ veja quantos presentes eu ganhei. Tó! Você quer dizer que ganhou tudo isso de presentes ( não acreditou / desconfiou ) /  tó! Olho só para João, ele está dançando ( ficou surpreso ) / tó! Não não estou nem aí  ( não me importo )/ Tó! E eu estou lá me importando ).

Tiu – Como as galinhas caipiras são chamadas para alimenta-las.

( Ex: Leve o milho para alimentar as galinhas. Lá na fazenda elas devem estarem espalhadas, e para reuni-las basta você chama-las assim: Tiu, tiu, tiu,tiu, tiu,tiu… Por várias vezes seguidas até que elas apareçam, aí é só jogar o milho no chão para alimenta-las ).

Tirar-fino – Tiliscou; quase bateu; quase se chocou; encostou levemente; raspão.

( Ex: Aquele carro tirou-fino em mim e quase me atropelou / ele tirou-fino em mim ).

EXP de V : Tirou-fino, tira-fino, tiramos-fino, tiram-fino, tirei-fino, tirando-fino, etc.

Ter-moral – Ser o mais requisitado, ser bem respeitado e quem mais as pessoas respeitam; o mais procurado; o que chama mais atenção; quem as pessoas acham o melhor; o mais sabido; o mais inteligente.

( Ex: Ele tem-moral, ele é o cara /  ele vai entra lá só porque tem-moral ).

EXP de V : Tenho-moral, ter-moral, temos-moral, tem-moral.

Tripa – Fato ou intestinos, especialmente dos animais.

EXP de V : Substantivo feminino.

Tatu 1 – Animal da família….

Tatu 2 – Vagina.

Tufo -

Torrão – Pedaço de terra endurecida.

Toloco ( ô ) - Fezes de humanos e animais espalhados pelo chão.

Tocaia – Armadilha,….

Taco – Pedaço; pedaço de um determinado objeto ou produto qualquer.

Tacar – Bater; jogar algo ou objeto qualquer em uma pessoa; arremessar.

Taca – Tira de couro que é usado para bater os cavalos no intuito de fazer com que eles corram mais, virem-se para os lados ou parem. É usado pelo montador para intimidar os cavalos.

Taquinho – Diminutivo de taco.

Tramoia -

Trambolho -

Ter-presença – Ter boa aparência; bonito.

Tamanco – Sandália feminina de salto alto.

Topar – Tocar; encostar.

Tapagem – Reunião voluntária de pessoas para à construção de casa de taipa ( barro ).

Tenência -

Tomar água de chocalho -

– Estou.

Tirar o cavalo da chuva -

Trombadinha -

Tebefe -

Tronxo – Tortuoso; atrapalhado; …

Trouxa – Pano usado como mala; embrulho que leva roupas; ….

Turejar -

Tramela -

 Treição – Surpreender uma pessoa  por trás; ….

Tinino -

Tá aí ó – Estar aí, olhe.

Trocer -Torcer.

Trio – Risco; lista; traço; ….

Tô pouco me lixando -

Ter rodeira nos pés -

Ter-gogó – Ter papo. Pessoa que só tem coragem de falar, mais não tem coragem de enfrentar problemas, os fatos, os acontecimentos. E que só fala e não toma nenhuma atitude; medroso; covarde.

Tomar 1 – Beber líquidos.

Tomar 2 -Retirar alguma coisa, bem ou objeto qualquer do poder, domínio ou posse de uma pessoa; pegar; retirar; desapropriar.

Trupicar – Tropeçar; choque com a ponta dos dedos do pé; esbarrar os dedos dos pés em pedras, saliências no chão, etc.

Trupicada –  Tropeçada.

Trêlele -

Terreiro -

Torada – Tourada.

Toicinho – Toucinho.

Trovar -

Tanque-da-olaria -

TSM – Teatro São Mateus do povoado Barriga – TB-SE.  10/02/1994

TB – Cidade de Tobias Barreto que fica no Sul do estado de Sergipe.

TB-SE – Sigla de Tobias Barreto e Sergipe.

U

Umbuzada – Cozimento de umbus verdes. Consumido com açúcar e leite. E se preferir adicionar também farinha de mandioca.

EXP de V : Substantivo Feminino.

V

Valado – Como são chamadas as cercas vivas no Vale de Santa Luzia. E são  construídas primeiro com colocação de postes  na terra, distantes um do outro  cerca de 3 à 4 fios de arames farpados ou lisos ( mas as vezes, as cercas são construídas apenas  com a plantação de vegetais na terra ), que servirá de base para os vegetais que irão ser plantados. Que se entrelaçarão entre os fios de arames e os postes, até ficarem bem grandes, e aí sim, os vegetais assumirão a função de cerca, em vez de a cerca de arame farpado.

Os dois vegetais que são usados para fazer cercas vivas no VSL são :

O cravatá (ou gravatá ), planta da família das bromeliáceas, conhecida também por outros nomes em algumas regiões do Brasil, como por exemplo: caroá ou mesmo com o seu nome Tupi ( índios ) , Karauatá.

O outro vegetal é a macambira ( bromélia laciniosa ), planta da família das bromeliáceas, e com o seu nome Tupi ( índios ),  makambíra .

Quando o cravatá e a macambira são plantados para formar às cercas vivas, as sementes, raízes e ramos de outros vegetais vão se juntando à ela, ao passar dos anos. Depois de anos, a simples cerca de cravatá e macambira ( cerca viva ) vira uma uma super cerca e muito densa. Digamos que, com o passar dos anos, elas  concentrem cerca de 60 ou 70% dos vegetais típicos da região onde esse tipo de cerca está presente e concentra cerca de 20 à 30% dos animais da região, incluindo aves, roedores, répteis, anfíbios, pequenos mamíferos etc.

( Ex: Papai, porque o senhor vai trocar a cerca de macambira por cerca de arame farpado, se às cercas vivas protegem a natureza de nossa região / vou caçar preás no valado / vou colocar minha gaiola perto da cerca de valado, porque lá é cheio de passarinhos / as cercas de valado são melhores que as cercas de arames farpados, porque não deixa escapar as nossas ovelhas, nossos caprinos e nem nosso gado ).

EXP de V : Substantivo masculino.

Vadia 1 – Pessoa desocupada; que está a toa; que foge do trabalho.

EXP de V : Substantivo masculino.

Vadia 2 – Muitos aplicam esse termo à mulheres da vida, como às raparigas; putas; galinhas.

Vadiar – Brincar; jogar; ficar a toa.

( EX: _ Vamos vadiar? De que? De futebol / vou vadiar de pega-ajuda ).

EXP de V: Vadia, vadiar, vadiando,vadiaram, vadiei, vadiam, vadiamos, vadiou, etc.

Você-me-paga – Vou me vingar; dar o troco ( vingança ).

Virado num siri -

Vice -

Vós mu cê -

Vixe-Maria -

Vurto – Vulto.

Viado – Boiola; bicha; biba; pera; bizuí.

Vassourão -

Valente -

Vaca – Mulher sexualmente gulosa;

Venta – Nariz.

Xaqualhar – Chacoalhar.

Valeme-Deus -

Valheme-Deus -

Vale de Santa Luzia – Região que faz parte do povoado Barriga ( ou, Barrinha de Santa Luzia ), e que fica no Noroeste do município de Tobias Barreto, no Sul do estado de Sergipe. Nele estão os povoados Barrinha de Santa Luzia ( Barriga ) e Fontinha. Os lugarejos Arruda, Casco do Cágado, Elizeu, Juazeiro ( Paiva ), Pai Luiz, Serraria e Serra Grande.

VSL – Sigla de ” Vale de Santa Luzia “

X

Xodò – O mais amado; o mais querido; o que se gosta mais; o preferido.

(Ex: Ele é o meu xodó / essa taça é o meu xodó / ela é minha xodó /  esse filme é o meu xodó / vocé é um xodó ).

EXP de  V: Substantivo masculino.

Xote -

Xaxado -

Xelindró -

Z

Zanoio – Olhos torcidos e que se enxerga em número par. Pode ser uma pessoa que já tenha nascido com esse problema ( zanolho ) ou qualquer pessoa que torcer os olhos por um período rápido e momentâneo, enxergando-se em número par.

(Ex: Eu torci os olhos até ficar zanoio e os enxerguei em número par / ela é zanoia ).

EXP de V : Substantivo masculino + adjetivo.

Zanolho – Olhos torcidos; pessoa que sofre de estrabismo; olho-de-peixe.

( Ex: Ele é zanolho e não enxerga como nós ).

EXP de V: Substantivo masculino + adjetivo.

Zarolho – Pessoa cega de um olho só.

(Ex: Será que aquele homem zarolho enxerga as coisas como nós? Que enxergamos com os dois olhos ).

EXP de : Adjetivo masculino.

Zaroio – Tonto; tontura provocada principalmente por pancadas, quedas, vertigens ou labirintite.

Zuada – Barulho; ….

Zunha – Unhas.

Zonzo – Tonto; ….

Zonzura – Tontura; ….

Zueira – Farra; ….

Zunzunzun – Falatórios; conversas; comentários.

 José Marcio Mateus dos Santos.


Um comentário sobre “Vocabulário Nordestino Barriguense ( VNB )

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s